Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/12/18 às 13h13 - Atualizado em 26/12/18 às 9h47

Centro de Reabilitação é ampliado em Taguatinga

COMPARTILHAR

 

Adequações incluíram ampliação de três salas de atendimentos multiprofissional

 

Referência em assistência às pessoas com algum tipo de deficiência e único no Distrito Federal que faz reabilitação física e cognitiva pela rede pública de saúde, o Centro Especializado em Reabilitação Física e Intelectual (CER), em Taguatinga, concluiu neste mês as adequações para ampliar a unidade e, com isso, aumentar o número de atendimentos.

 

Foram investidos cerca de R$ 130 mil em manutenção predial, com revitalizações, pinturas e construção de rampa de acesso interno. As adequações incluíram ainda ampliação de três salas de atendimentos multiprofissional; reforma dos banheiros e do ginásio para acessibilidade de cadeirantes; revitalização da pediatria com decoração infantil e materiais de atendimento.

 

Além disso, foram criados um novo auditório e o espaço para a Sala de Atividades da Vida Diária (AVD) – que proporciona às crianças/jovens portadores de uma deficiência ou limitação a oportunidade de aprenderem a desempenhar atividades com mais independência.

 

Sala de Atividades da Vida Diária atende crianças e jovens portadores de uma deficiência ou limitação

 

De acordo com a gerente do CER, Keila Lima, pouco antes das adequações o espaço fazia, em média, cerca de 2 mil atendimentos por mês. Agora, com as mudanças no local, é possível aumentar para aproximadamente 3,1 mil mensais, divididos em diversas áreas de atuação. “As adequações trouxeram como benefícios acessibilidade aos usuários e a ampliação dos atendimentos”, destaca.

 

O CER é um programa do Ministério da Saúde que faz parte do Plano Viver Sem Limites e da Rede de Cuidados da Pessoa com Deficiência. Desde 2013, funcionava na Policlínica de Taguatinga Unidade I, mas em dezembro de 2017 mudou para um local maior, na antiga Unidade Básica de Saúde 4 (UBS), na Área Especial 23, no Setor QNC de Taguatinga.

 

Pediatria do CER foi revitalizada com decoração infantil

 

SERVIÇOS – O espaço oferece reabilitações neurológicas para adultos em casos de acidentes vasculares encefálicos, traumatismos, lesões de nervos periféricos, deficiência Intelectual; reabilitações físicas para deformidades congênitas ou adquiridas, pós-operatório ortopédico e neurológico, fraturas reabilitáveis; e reabilitação pediátrica para crianças com até 12 anos e 11 meses, com deficiências, doenças raras, transtorno do espectro autista, entre outros.

 

Ao todo, a unidade possui 52 servidores, entre médicos (neurologista, neuropediatra, fisiatra, ortopedista e clínico geral), fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeuta ocupacional, enfermeiras, auxiliar de enfermagem e da área administrativa, como RH e gestão.

 

Com ampliação, atendimentos aumentaram de 2 mil para 3,1 mil por mês

 

NOVOS SERVIÇOS – Em breve, o CER ampliará o atendimento para os pacientes ostomizados (que passaram por intervenção cirúrgica e fizeram uma abertura ou caminho alternativo no corpo, seja para fezes, urina ou alimentação), possibilitando além de atendimento mais humanizado, a atuação da equipe multidisciplinar.

 

Além disso, a partir de 31 de dezembro, as perícias para entrega de cadeiras de roda motorizadas e próteses para amputados serão feitas no CER. Isso será possível devido a lotação de um fisiatra na unidade desde novembro de 2018.

 

AMBULATÓRIO HRT – A rede pública de saúde de Taguatinga receberá outro benefício nos próximos dias: a conclusão da reforma de todo o piso do ambulatório do Hospital Regional de Taguatinga (HRT), que tem 1.357 metros quadrados. O contrato de manutenção predial estipulou o aporte de R$ 200 mil na reforma, prevista para ser concluída até o fim de dezembro.

 

“A obra foi concebida no início do ano, e feita apenas à noite para não atrapalhar o andamento dos serviços no ambulatório. A troca do piso por um mais novo e durável garantirá melhorias no espaço para os pacientes e funcionários”, explica Paulo Horovits, diretor administrativo da Região de Saúde Sudoeste, que engloba Taguatinga, Samambaia, Vicente Pires, Águas Claras e Recanto das Emas.

 

Previsão é que reforma do piso do ambulatório termine no fim de dezembro

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

 

Centro Especializado em Reabilitação é ampliado em Taguatinga