Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/10/13 às 17h25 - Atualizado em 30/10/18 às 15h08

Começa campanha de combate à exploração sexual na BR-040

COMPARTILHAR

Vítimas serão incluídas em programas do GDF e de Valparaíso

A Campanha de Prevenção e Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi lançada nesta quinta-feira (31), na BR-040, que liga Brasília à Valparaíso de Goías (GO), pela Secretaria da Criança do DF, em parceria com diversos órgãos do GDF, dentre eles a Secretaria de Saúde. Durante a solenidade, foi assinado Termo de Cooperação Técnica para fortalecimento e implementação de políticas públicas com objetivo de combater a exploração sexual na região.

A proposta da campanha é identificar e incluir as crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual e suas famílias em serviços, projetos e benefícios de programas de governo, da Prefeitura de Valparaíso de Goiás e municípios do Entorno. Além disso, visa mobilizar e incentivar a comunidade a denunciar casos de exploração sexual de crianças e adolescentes.

O diretor de Vigilância Sanitária da SES/DF, Manoel Silva Neto, representou o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, na solenidade e disse que os problemas sociais precisam ser enfrentamos com a união de várias instituições. “Daqui a alguns anos, essa Região Metropolitana vai se encontrar. Logo, esses problemas precisam ser enfrentamos e a melhor maneira são os termos de cooperação técnica, ou seja, os pactos entre o Governo do DF e os municípios que foram a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE)”, afirmou.

“Queremos erradicar a exploração sexual na BR-040 e encarar um problema que há muito tempo deveria ser enfrentado com políticas públicas. Não é uma campanha pontual, mas uma ação continuada que vai proteger as nossas crianças e adolescentes de um mal imenso que compromete a infância e o futuro”, declarou a secretária da Criança do DF, Rejane Pitanga.

A prefeita de Valparaíso de Goiás (GO), Lucimar Nascimento, considerou imprescindível a parceria entre município, DF, Polícia Rodoviária Federal e a sociedade civil organizada no combate à exploração sexual na BR-040. “É preciso também que cada cidadão queira fazer esse trabalho de proteger as nossas crianças e adolescentes”, complementou.

No biênio de 2011/2012, a Polícia Rodoviária Federal realizou mapeamento em todo o território brasileiro, que revela 1.776 pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais do país. Os pontos são ambientes ou estabelecimentos às margens das rodovias ou próximos a elas, como ocorre na BR-040, com pátios de pernoite de caminhoneiros, bares, motéis, aglomeração de veículos em trânsito, consumo de bebidas alcoolicas, drogas, entre outros.

Morador de Valparaíso de Goiás, Valdemar do Nascimento, 59 anos, aprovou a iniciativa. “O poder público tem que assumir a responsabilidade no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, assim como cada cidadão precisa fazer a sua parte ao denunciar o abuso infantil”, disse.

Denúncias
As denúncias de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes podem ser feitas pela população para o número 100, Disque Direitos Humanos , ou para a Secretaria da Criança, por meio do Centro de Referência da Criança e do Adolescente (CRCA) no telefone (61) 3234-2876, ou ligar para um dos 33 conselhos tutelares nas regiões administrativas do DF.

Patrícia Kavamoto