Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/05/20 às 20h30 - Atualizado em 14/05/20 às 11h09

Gama recebe ação contra a dengue com recolhimento de sucata

Trabalho é promovido pela Vigilância Ambiental em parceria com outros órgãos do GDF

 

No combate ao mosquito Aedes aegypti, a Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) desenvolve diariamente várias ações em todo o Distrito Federal. No Gama, uma grande ação de recolhimento de carcaças de veículos foi realizada, nesta quarta-feira (13), pela Dival em parceria com outros órgãos do GDF, como o Detran.

 

A Operação DF Livre de Carcaça contempla uma cidade por semana. Mais de 75 servidores do governo atuaram na região. Edgar Rodrigues, diretor da Vigilância Ambiental, acompanha a atuação das equipes e destaca que a população precisa ter consciência para não deixar esses veículos abandonados, pois servem de berçário para milhares de larvas e futuros mosquitos. Como o ovo do Aedes pode viver até 450 dias na seca, o profissional destacou a máxima de não deixar o mosquito nascer.

 

“O que a população precisa entender é o fato de não deixar o mosquito nascer evitando objetos que possam acumular água. Cada ovo vive na seca 450 dias, cada recipiente pode abrigar milhares deles. Nas primeiras chuvas, a eclosão do ovo ocorre quando a água entra em contato com essa estrutura e o processo de evolução total até virar mosquito leva apenas cinco dias. Durante sua vida, uma fêmea pode dar origem a aproximadamente 1500 mosquitos e aí fica fácil de entender o porquê de não conseguirmos quebrar esse ciclo”, advertiu.

 

A Região Administrativa já contabiliza 2.769 casos de dengue, conforme o último boletim epidemiológico.

 

A região também recebeu o Sanear Dengue, uma ação mais focal voltada para as quadras e lugares que concentram os casos da doença. É feita limpeza por funcionários do SLU, visita nas casas, aplicação do UBV pesado (fumacê), e ainda armadilhas de telas para captura dos mosquitos. Para saber mais sobre a situação do DF, acesse: http://www.saude.df.gov.br/combate-ao-aedes-aegypt/

 

Texto: Érika Bragança, da Agência Saúde

Foto: Divulgação/SES