Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/03/21 às 16h08 - Atualizado em 11/03/21 às 9h12

Corpo de Bombeiros volta a transportar pacientes com Covid-19

COMPARTILHAR

Parceria com a Secretaria de Saúde voltou a ocorrer nesta segunda-feira (8)

 

JURANA LOPES, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

A Secretaria de Saúde e o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) retomaram a cooperação para a remoção inter-hospitalar de pacientes acometidos com a Covid-19. A finalidade da parceria é agilizar o transporte desses pacientes na rede hospitalar para que haja a desocupação dos leitos de UTI de maneira mais célere, aumentando, assim, as vagas disponíveis para acomodar os pacientes que apresentam quadro clínico mais grave e que necessitam de suporte avançado.

 

Parceria trará agilidade nas remoções dos pacientes com alta das UTIs – Foto: Divulgação/Agência Saúde-DF

“Isso vai agilizar o serviço de remoção e tornar o fluxo de liberação de leitos de UTI mais rápido, pois os pacientes que receberam alta da UTI serão transferidos para as enfermarias através das viaturas do Corpo de Bombeiros”, informa o secretário adjunto de Assistência, Petrus Sanchez.

 

O CBMDF colocou quatro viaturas tipo ambulância à disposição para atendimento de pacientes acometidos pela Covid-19 e que necessitam de remoção de uma unidade para outra. São duas unidades de suporte intermediário, compostas por um condutor do CBMDF e um enfermeiro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e duas unidades de suporte básico, constituídas de um condutor do CBMDF e um técnico de enfermagem do Samu.

 

De acordo com Tiago Pessoa, gerente de Regulação de Transporte Sanitário, o serviço de locomoção pelas viaturas do Corpo de Bombeiros agora será regulado, visando colocar o recurso onde realmente há necessidade.

 

“A regulação otimiza o serviço, pois enviaremos as ambulâncias de acordo com a demanda de cada região de saúde. Vale lembrar que o transporte de pacientes graves continuará sendo feito pelo Samu, pois as viaturas do CBMDF não possuem equipamentos avançados para pacientes com ventilação mecânica”, informa.

 

Quatro ambulâncias serão disponibilizadas para o serviço – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

Na primeira fase da cooperação, ocorrida entre julho e outubro de 2020, o CBMDF apoiou em 1.370 transportes sanitários de pacientes com Covid-19 e havia uma viatura por região de saúde, totalizando sete. Agora, as quatro viaturas disponíveis ficarão no Grupamento de Atendimento de Emergência Pré-Hospitalar (GAEPH), no Guará.

 

As viaturas estarão à disposição para atender, inicialmente, os transportes do Hospital Regional de Samambaia (HRSam), Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), Hospital Regional de Ceilândia (HRC) e Hospital de Campanha da PMDF, podendo ser ampliado o serviço de acordo com a demanda.

 

O serviço funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, podendo ser estendido aos finais de semana. O fluxo de pacientes será feito da seguinte maneira: após liberado da UTI, será verificado de qual região de saúde o paciente faz parte. Então, ele será transportado para uma enfermaria de sua região de saúde. Por exemplo: o paciente estava na UTI do HRC, mas é morador do Gama, quando receber alta da UTI será transportado para uma enfermaria na Região de Saúde Sul, da qual o Gama faz parte.

 

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: