Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/12/15 às 20h33 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Crianças internadas recebem visitas especiais de Natal

Voluntários percorreram alas pediátricas da rede pública para alegrar os pequenos que estão em tratamento

BRASÍLIA (23/12/15) – Nesta época do ano, muitas crianças enchem o bom velhinho com cartinhas pedindo bicicletas, bonecas que falam e outros brinquedos da moda. Porém, apenas um sorvete de chocolate seria o presente ideal de Natal para Danilo, jovem de 12 anos, proibido de ingerir produtos industrializados por causa de uma leucemia. Há um mês internado no Hospital de Base do DF, o menino disse que além da guloseima, seu maior desejo é sair curado do local.

Sentado em uma cadeira e com vários acessos de medicamentos presos à mão, ele não se furtou em dar um lindo sorriso quando recebeu um carrinho de presente doado por um casal de empresários. Há seis natais, Wesley Andrade e Beatriz Gonçalves, ambos com 21 anos, compram com seus próprios recursos dezenas de brinquedos para alegrar as crianças da ala. “Fazemos isso de coração e não porque temos históricos da doença na família”, disse a jovem emocionada.

A prática caridosa partiu de Wesley, que há seis anos encontrou uma menina de sete anos no corredor do hospital no dia em que visitava o tio operado. “Ela tinha câncer no pulmão e decidi comprar uma boneca para ela. Quando entreguei o brinquedo, ela disse com lágrima nos olhos que esse era seu maior desejo de Natal”.

Quando foi presenteado, Danilo estava no corredor enfeitando o quadro de avisos com uma linda árvore de Natal. “Tudo foi feito por ele”, disse a médica orgulhosa. O talentoso jovem também passa o tempo fazendo o que mais gosta: desenhar. A previsão, de acordo com sua mãe, é que o menino saia do hospital em janeiro e fique ainda por dois anos fazendo quimioterapia.

Na mesma tarde, 20 pessoas de um grupo religioso ligado à Arquidiocese de Brasília doaram seu tempo para apresentar uma cantata de Natal na mesma ala pediátrica. Eles presentearam as crianças com cantos cristãos e saíram do local com o maior presente que poderiam receber: a gratidão.

Acesse aqui a galeria de imagens