Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/02/13 às 19h59 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Cuidados para evitar câncer de pele

COMPARTILHAR

Exposição ao sol intenso é principal causa da doença

Com o sol intenso os cuidados com a pele devem ser redobrados. Dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) mostram que em 2012 foram registrados mais de 60.000 casos de câncer de pele no Brasil, a maioria desencadeada pelo sol. Esse número pode aumentar neste ano, se não forem tomadas as medidas básicas necessárias.

“O sol é um dos fatores que desencadeiam o câncer de pele, por isso é importante estar sempre protegido”, declara a coordenadora da Assistência Dermatológica do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), Dra. Rula Kozak. De acordo com a especialista, esse tipo de câncer é o mais comum dentre todos e nunca para de crescer e se espalhar.

O câncer de pele ataca normalmente pessoas adultas que trabalham diariamente expostas ao sol ou que abusam do sol por lazer. Os tratamentos mais comuns são realizados por meio de cirurgia, radioterapia ou quimioterapia.

De acordo com a coordenadora, ao suspeitar da possibilidade de câncer de pele a pessoa deve procurar o posto de saúde mais próximo. “O médico dermatologista que diagnosticar o paciente com câncer imediatamente vai encaminhá-lo para consulta e tratamento no HRAN ou em outra unidade”, conta a doutora.

A prevenção é o meio mais eficaz para combater o câncer de pele. Recomenda-se beber bastante água durante o dia, usar protetor solar diariamente, evitar cigarro e usar chapéu e óculos sempre que estiver exposto ao sol. “Beber água nesse período de calor que o verão proporciona é indispensável, assim como ingerir outros refrescos que possuem vitaminas A, C e Betacaroteno, que é responsável por proteger a pele dos raios ultravioleta, como suco de laranja e cenoura”, declara.

André Barros