Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/09/16 às 19h57 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

Dados parciais da campanha antirrábica são os melhores dos últimos 10 anos

COMPARTILHAR

Proprietários de animais não vacinados devem procurar postos fixos de vacinação

BRASÍLIA (19/09/16) – O relatório parcial da campanha de vacinação antirrábica no Distrito Federal, divulgado nesta segunda-feira (19), contabiliza 164.616 cães e 24.518 gatos vacinados nas áreas urbana e rural até esta data. Os números finais deverão ser divulgados o final de setembro, mas os resultados alcançados até o momento são os melhores dos últimos dez anos.

A cobertura na área rural, encerrada no dia 27 de agosto, registrou recorde de aplicações, com mais de 32 mil animais vacinados. Para o médico veterinário Laurício Monteiro da Cruz, da Vigilância Ambiental em Saúde, esses números expressivos só foram obtidos com o estabelecimento de parcerias institucionais.

“Agradecemos o apoio do Ministério da Saúde, Funasa, Forças Armadas, Secretaria de Agricultura, Emater, SLU, UnB, Uniceub, Faciplac, Unidesc, Icesp, Upis e Anhanguera, sem os quais não obteríamos esse alcance”.

Os animais que estão tomando a vacina pela primeira vez deverão repetir a dose 30 dias depois da primeira imunização, em um dos postos de Inspetoria de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, de 8 às 15h, de segunda a sexta-feira. (Veja lista dos postos )

Devem ser vacinados cães e gatos saudáveis, com três meses ou mais de vida, inclusive os animais prenhes e lactantes. A eficácia da vacina é de 95%, sem efeitos colaterais ao animal.

DOENÇA – A raiva pode ser transmitida para o homem pela introdução do vírus presente na saliva e secreções do animal infectado, principalmente por meio de mordida. A doença tem 100% de letalidade. Os cães, gatos e os mamíferos silvestres, como morcegos e raposas, são considerados os animais de alto risco para transmissão do vírus da raiva humana.

ESTATÍSTICA – Estima-se que, anualmente, a rede pública de saúde do DF atenda 15 mil vítimas de agressão por animais domésticos, como cães e gatos. A orientação do veterinário da Vigilância Ambiental, Laurício Medeiros, é que a pessoa mordida lave imediatamente o ferimento com água e sabão em barra, procure o centro de saúde mais próximo e comunique ao Disque Saúde (160).

POSTOS FIXOS DE VACINAÇÃO DE CÃES E GATOS
DIVAL SAIN Estrada Contorno do Bosque Lote 04 telefones: 3341-2456 (ao lado do Hospital da Criança)
Núcleo de Inspeção do Núcleo Bandeirante 3ª Av. AE (ao lado do Centro de Saúde) telefone: 3552-3441
Núcleo de Inspeção Q. 03 AE lote 07(atrás do Fórum) telefone: 3369-7520
Núcleo e Inspeção Planaltina Av. Independência Qd. 02 Bloco J Setor Comercial Central telefone: 3388-3909
Núcleo de Inspeção São Sebastião Rua 47A lote 50 telefone: 3346-9382
Núcleo Inspeção Sobradinho Qd. Central Setor Adm. E Cultural Bloco D AE telefone: 3387-6991
Núcleo de Inspeção Ceilândia QNM 15 AE Mód.D telefone: 3373-1919
Núcleo de Inspeção Gama AE 07 Setor Central telefone: 3384-7372(em frente a rodoviária)
Núcleo de Inspeção do Recanto das Emas Qd. 104/105 Setor Hospitalar telefone: 3905-7949
Núcleo Inspeção Brazlândia AE 04 Lote 09 Setor Tradicional telefone: 3391-1133