Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/09/19 às 17h32 - Atualizado em 5/09/19 às 17h52

DF faz articulação com Goiás contra o Aedes aegypti

Envolvimento da população é fundamental no combate ao mosquito

 

Representantes do Governo do Distrito Federal e do Estado de Goiás se reuniram, nesta quinta-feira (5), para discutir práticas integradas para o enfrentamento das arboviroses – doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem a dengue, zika, chikungunya e febre amarela. As atividades fizeram parte da 114ª Reunião da Comissão Intergestores Regional – CIR Entorno Sul, realizada no Instituto Federal de Goiás, em Luziânia-GO.

 

“O enfrentamento do Aedes não é um problema apenas do setor saúde, mas de todos. As ações futuras devem ser pactuadas em conjunto, pois o maior beneficiário dessas ações será a população”, destacou o subsecretário de Vigilância à Saúde do Distrito Federal, Divino Valero, que enfatizou, ainda, as novas tecnologias e entendimentos sobre a prevenção, controle e enfrentamento do mosquito.

 

A atividade realizada em Luziânia teve como finalidade a articulação de ações entre Goiás e o Distrito Federal para uma abordagem mais efetiva em áreas como a do Entorno. A região é composta por 19 municípios e considerada prioritária no combate ao Aedes aegypti devido à densidade populacional, o que facilita a dispersão dos casos de dengue e a proliferação do vetor.

 

De acordo com o coordenador de Clínica Médica da Secretaria de Saúde do DF, Fernando Moreira, a pactuação entre as duas unidades da federação é de suma importância para o enfrentamento do Aedes. A assistência, segundo ele, é outro tópico essencial a ser discutido. “Em períodos epidêmicos, a assistência possui um papel essencial no atendimento dos pacientes com suspeita de dengue”, destacou.

 

MONITORAMENTO – Para o monitoramento constante, o GDF dispõe da Sala Distrital Permanente de Coordenação e Controle das Ações de Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes (SDCC). Ela tem o objetivo de gerenciar e avaliar a intensificação das ações de mobilização e combate para o enfrentamento das doenças transmitidas pelo mosquito.

 

A SDCC é formada por diversos órgãos do DF, dentre eles Casa Civil, secretarias de Saúde, Cidades, Educação, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Serviço de Limpeza Urbana, Terracap, Caesb, DF Legal, dentre outros.

 

Carolina Pedroza, Agência Saúde

Fotos: Divulgação/Saúde-DF