Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/02/15 às 10h13 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

DF ganhará reforço de 41 médicos de programa do Ministério da Saúde

Profissonais atuarão na atenção primária

BRASÍLIA (12/2/15) – O Distrito Federal receberá, a partir de 2 de março, mais 41 médicos dos Programas Mais Médicos e Provisão de Profissionais (Provab), do Ministério da Saúde. O anúncio do quantitativo foi feito na última quarta-feira (11). Há vagas em praticamente todas as regionais de saúde do DF e assim que se apresentarem, esses médicos serão distribuídos nas unidades de atenção primária da Estratégia Saúde da Família.

“Contamos, atualmente, com 242 equipes de Saúde da Família e pretendemos manter esse número. Isso será possível se todos os 41 médicos, de fato, ficarem na rede”, observa o subsecretário de Atenção Primária à Saúde, Berardo Augusto Nunan. Ele explica que hoje, a Saúde do DF conta 70 médicos do programa Mais Médicos e 26 do Provab. “Estes 26 estão saindo da rede, pois o prazo deles é de um ano. Com isso, dos 41 que estão chegando, somente 15 serão a mais. O restante é substituição”, conclui.

Os médicos que chegarem por meio do Programa de Provisão de Profissionais irão atuar na atenção primária, em equipes de saúde da família ou em equipes de atenção básica parametrizadas, conforme preconiza o Ministério da Saúde. “A avaliação que temos é de que os profissionais são muito bem aceitos pela população e pelas equipes em que trabalham. O programa tem sido importante para a estruturação dos serviços”, finaliza Nunan.

Os médicos do DF vinculados ao Mais Médicos recebem bolsa-formação, paga pelo Ministério da Saúde, além de auxílio-moradia de R$ 1,5 mil e vale-alimentação de R$ 500.