Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/09/15 às 13h16 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Dia internacional do voluntário é comemorado no Hospital de Apoio

Forró e chorinho animaram o evento

BRASÍLIA (4/9/15) – O dia internacional do voluntário foi comemorado com animada Roda de Choro, no Hospital de Apoio de Brasília (HAB). Presentes em várias unidades hospitalares, o trabalho voluntário é regido por alguns princípios, como: solidariedade, participação, responsabilidade e cooperação, com a junção de esforços entre a instituição e o voluntário.

Estender as mãos ao próximo é um ato que exige coragem, ou seja, disposição em se comprometer, em doar seu tempo ou seu talento. Também pressupõe generosidade, que pode ser entendida como real solidariedade, aquela que não espera nada em troca. Por fim, exige o enfrentamento de nossas próprias fraquezas ao lidar com situações difíceis e dolorosas, presentes cotidianamente em um ambiente hospitalar.

O evento aconteceu na última sexta-feira (28) ocasião em que foram homenageados os voluntários. Foi organizado pelo Núcleo de Serviço Social (NSS/HAB), que tem à frente à assistente social Maria Aparecida Gonçalves Vieira. A Gerência de Serviço Social (GESS/SAS/SES), apoiou a iniciativa.

Participaram da festividade: pacientes e familiares, funcionários e voluntários. Também estiveram presentes o Grupo de Senhoras Embaixatrizes, com representantes dos seguintes países: Reino Unido, Bangladesh, Uruguai, Suécia, Líbano e Checoslováquia.

Maria do Socorro Carvalho, presidente da Associação de Voluntários (AVHAP), lembrou que o ato do voluntariado é algo bem mais profundo e sensível do que uma simples ajuda. Os voluntários oferecem cuidado, em várias dimensões, aos pacientes.

Na ocasião o hospital recebeu do Grupo de Senhora Embaixatrizes, que realiza importante trabalho social no país, uma importante doação que vai trazer qualidade de vida aos internos da unidade. Foram instaladas cortinas hospitalares entre os leitos na ala B e no Ambulatório de Cuidados Paliativos. Esta iniciativa vai proporcionar maior privacidade aos pacientes, fortalecendo assim a proposta da instituição de realizar um atendimento diferenciado e humanizado. Na solenidade também foi reinaugurada uma praça existente na unidade, espaço de convivência e lazer dos pacientes e de seus familiares. A revitalização foi uma iniciativa da voluntária Valdete Linhares de Souza Drumond.

A presidente da AVHAP entregou à coordenadora do Grupo de Senhoras Embaixatrizes um diploma de agradecimento, assim como prestação de contas relativa à doação recebida. A embaixatriz da Suécia, Annette Hjelmborn, destacou a preocupação do grupo em prestar serviços no país, que atinjam diretamente aos mais necessitados e se revertam em benefícios para eles e suas famílias.

Os pacientes também agradeceram a solidariedade dos voluntários que prestam serviço e trazem muitas novidades do “mundo de fora”.

Em seguida, a música tomou conta do ambiente. O Grupo Choro Livre, formado há cerca de trinta anos, realizou uma apresentação que encantou os convidados. O Grupo foi conduzido por Henrique Filho, o Reco do Bandolim, presidente do Clube do Choro deste 1993. No repertório chorinhos e também forró. A Casa Thomas Jefferson, que realiza ações de responsabilidade social, também apoiou o evento fornecendo equipamento de som.