Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/09/21 às 19h59 - Atualizado em 21/09/21 às 20h20

Encontro discute ações para incentivar doação de órgãos e tecidos no Setembro Verde

Evento teve a participação do secretário de Saúde, general Pafiadache, e de representantes dos hospitais multitransplantadores do DF

 

ADRIANA SILVA I EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA I DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

A campanha Setembro Verde alerta sobre o incentivo à doação de órgãos e tecidos. Este ano, até o momento, foram realizados no DF 448 transplantes e, para fortalecer as ações sobre o tema, um encontro ocorreu nesta terça-feira (21) na Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências de Saúde (Fepecs), reunindo o secretário de Saúde, general Pafiadache, e representantes dos hospitais multitransplantadores do Distrito Federal.

 

 

“Nos próximos meses, o foco será no fortalecimento das comissões intra-hospitalares de doação de órgãos e tecidos para transplantes, que são as principais responsáveis pelo necessário aumento no número de doadores”, explica Camila Hirata, diretora da Central Estadual de Transplantes do Distrito Federal (CET).

 

O secretário de Saúde, general Pafiadache, destacou que a doação de órgãos e transplantes será prioridade na atual gestão da pasta. “A doação de órgãos e tecidos é prioridade para a Secretaria de Saúde do DF. O GDF já se projeta no cenário nacional em números de cirurgias realizadas e está acima da média nacional em transplantes realizados de coração, fígado, rim, córnea e medula óssea. O maior beneficiário disso é o paciente que aguarda na fila por um órgão”, informou o secretário.

 

Encontro ocorreu no auditório da Fepecs – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

O general também enfatizou o trabalho que o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF), unidade contratada pela Secretaria de Saúde, realiza.  “O ICDF tem compromisso com o paciente, desde a procura e a captação do órgão, até a cirurgia e o pós-operatório”, destaca.

 

Transplantes feitos no DF

 

O Distrito Federal realiza transplantes de córnea, tecido esquelético, medula óssea, rim, fígado e coração. Os procedimentos são feitos em hospitais da rede pública, conveniados e da rede privada:

 

– Hospital de Base;
– Hospital Universitário de Brasília (HUB);
– Hospital da Criança de Brasília- José Alencar (HCB);
– Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF);
– Hospital Brasília;
– Hospital DF Star;
– Hospital Sírio-Libanês;
– Hospital Santa Lúcia.

 

O Instituto de Cardiologia é referência em transplante de coração para pacientes do Distrito Federal e de outros estados, principalmente das regiões Norte e Centro-Oeste. Somente nesta unidade são realizados transplantes de coração, fígado e medula óssea no DF pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

O Hospital Regional da Asa Norte (Hran), que é referência no atendimento a queimados no Distrito Federal e no Centro-Oeste brasileiro, faz transplantes de pele por meio de autorizações especiais e está em processo de credenciamento para realizar esse procedimento.

 

Painel de Transplantes

 

O portal InfoSaúde-DF conta com o Painel de Transplantes – ferramenta lançada em agosto de 2021 -, onde a população do Distrito Federal pode acompanhar, de forma transparente, as informações sobre transplantes, em que é possível consultar dados como fila de espera por órgão, número de pacientes transplantados e hospitais onde cada procedimento foi realizado.

 

Também participaram do evento na Fepecs a Coordenadora-geral do sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde, Arlene Badoch, a diretora executiva da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências em Saúde, Inocência Rocha, a diretora-geral do Complexo Regulador em Saúde do DF, Joseane Gomes, o tesoureiro da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, Fernando Atik.