Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/05/15 às 10h21 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Equipes de saúde da Asa Sul promovem ação educativa

COMPARTILHAR

Mais de 800 alunos já foram beneficiados pelo projeto

BRASÍLIA (19/5/15) – Secretaria da Saúde, em parceria com a Secretaria de Educação, promove ações educativas em escolas focadas na prevenção. Na região da asa sul, mais de 800 crianças das escolas a 602, 612 e 214 foram beneficiadas com oficinas e palestras sobre sexualidade e doenças sexualmente transmissíveis.

Na última sexta-feira (15) a palestra foi ministrada no Centro de Ensino Fundamental (CEF) da 214 sul. No evento promovido pela escola chamado Semana de Preparação para a vida, toda a equipe técnica se mobilizou para oferecer aos alunos diversas atividades que incluiu desde palestras educativas até oficinas de teatro, culinária e origami.

“Percebemos que como os pais trabalham o dia inteiro, as crianças devem aprender ser independentes e para isso, temos que oferecer informação de qualidade que vai além do conteúdo acadêmico”, relata Luis Antônio Nelson Silva, Diretor CEF 214sul.

A enfermeira Diva Martins Costa, coordenadora da do programa de DST e AIDS da regional sul, preparou conteúdo específico para os alunos de 11 a 13 anos sobre sexualidade com o objetivo de despertar a consciência sobre a importância da prevenção e responsabilidade de cada um. “A conversa foi boa e eles participaram bastante. O tema mais curioso para eles foi a camisinha feminina porque muitos não conheciam. “

Manoela Garcia, 11 anos, moradora da asa sul, contou que a oficina que mais gostou foi a de origami e que achou interessante a palestra sobre sexualidade. “Já tinha assistido outras palestras sobre o tema, mas vi que muita coisa ainda não sabia.”

Para Rafael Ribeiro, 12 anos, morador do Paranoá, a oficina de teatro foi o ponto alto da semana. Já em relação à palestra de DST e AIDS, ele comenta que foi muito esclarecedora, principalmente para alguns de seus colegas. “Percebi que alguns alunos acharam esquisito saber de tudo aquilo, mas eu acho importante. Minha mãe sempre conversa comigo sobre esses assuntos.”

As escolas que estiverem interessadas em participar do programa saúde nas escolas podem entrar em contato nos centros de saúde, hospitais ou com a própria coordenação de DST e AIDS da Secretaria de Saúde para solicitar oficinas e palestras para os seus alunos. Além das orientações sobre sexualidade a secretaria de saúde oferece temas como alimentação saudável, saúde bucal, prevenção de acidentes domésticos, vacinação, dengue e índice de massa corporal.

“Essa pareceria é muito importante para aproximar a equipe de saúde da comunidade. Sempre aproveitamos a oportunidade para levar além das informações os esclarecimentos sobre o que a atenção primária tem a oferecer a população, como camisinhas e anticoncepcionais gratuitas.