Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/01/19 às 11h17 - Atualizado em 29/01/19 às 17h22

Equipes de Saúde da Família são capacitadas na Região Centro-Sul

 

Equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) da Região de Saúde Centro-Sul passam, neste mês de janeiro, por uma capacitação para aprimorar os conhecimentos em pediatria. A força-tarefa de matriciamento abrange o Guará, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, Park Way, Estrutural, SIA e Riacho Fundo I e II.
 
No processo de construção compartilhada, as informações são trocadas entre especialistas e equipes de Estratégia Saúde da Família, para sanar as dúvidas dos profissionais da Atenção Primária. Nesse caso específico, a capacitação ocorre durante as consultas de crescimento e desenvolvimento infantil, que devem ser feitas pela primeira vez até sete dias após o nascimento.
 
O objetivo é fazer com que as equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS) da região estejam qualificadas para realizar o diagnóstico precoce de patologias comuns da infância e, com isso, reduzir a incidência da mortalidade infantil.
“Nesse matriciamento, estamos abordando os profissionais que estão na ponta, atendendo as crianças, que são os médicos e enfermeiros de família. Eles vão fazer o diagnóstico precoce de patologias comuns da infância e ajudar a diminuir a mortalidade infantil”, explicou a pediatra e matriciadora da Região de Saúde Centro-Sul, Messilene Lima.
 
Também estão entre as metas mostrar a importância do aleitamento materno exclusivo ao menos até os seis meses de vida; formas de se evitar o desmame precoce; e estimular a vacinação para a prevenção de doenças na primeira infância. Em consultas de primeira vez, o objetivo é abordar sobre o pré-natal, saber como foi o parto e se houve intercorrências após o nascimento.
 
“Estamos passando nas UBS para sensibilizar os profissionais de saúde sobre a prevenção e melhores práticas, além de qualifica-los quanto às angústias maternas, principalmente para as mães de primeira vez”, ressalta a pediatra.
 
TÉCNICA – O compartilhamento de conhecimento, também conhecido como matriciamento, ocorre em consultas, após abordagem teórica com os médicos e enfermeiros de família, para sanar as dúvidas mais frequentes na consulta de crescimento e desenvolvimento na atenção primária à saúde.
 
A previsão é de que as capacitações continuem a ser feitas até meados de fevereiro. A oferta do matriciamento em pediatria destina-se a todas as equipes de Estratégia Saúde da Família.