Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/12/12 às 16h59 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

ESCS participa do Projeto Rondon 2013

COMPARTILHAR

Escola é uma das 40 instituições selecionadas em todo Brasil

Selecionada mais uma vez entre mais de 400 escolas superiores no Brasil, a Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, atuará no Projeto Rondon no Município de Patos do Piauí, a 245 km de Petrolina. A equipe que participará do projeto conta com estudantes dos cursos de Enfermagem e Medicina, sob a coordenação da professora Zulmira da Costa, que participou da viagem precursora em novembro, para reconhecimento e aplicabilidades das propostas feitas no projeto na cidade que tem seis mil habitantes.

A Operação Canudos será desenvolvida entre os dias 11 e 27 de janeiro de 2013, tendo como Centro Regional a cidade de Petrolina, em Pernambuco, e envolverá, em princípio, a participação de 20 municípios dos Estados do Piauí e da Bahia. O Projeto Rondon 2013 conta com 49 rondonistas voluntários e 40 instituições de Ensino superior participantes.

Entre as atividades a serem realizadas está a capacitação de agentes multiplicadores para o desenvolvimento de atividades que valorizem a cultura local e promovam o intercâmbio de informações; capacitação de gestores municipais, conselheiros e lideranças comunitárias em gestão de políticas públicas, particularmente na área de desenvolvimento social, como acesso a renda, enfrentamento das situações de trabalho infantil e exploração sexual de crianças e adolescentes; e instalação dos conselhos municipais, como os de educação, de saúde, tutelar, de assistência social, da criança e do meio ambiente.

Na área da educação, o projeto visa capacitar educadores do ensino fundamental e médio sobre técnicas de ensino e aprendizagem, motivação, relacionamento interpessoal, distúrbios de aprendizagem, educação inclusiva e atendimento a portadores de necessidades educativas especiais. Em saúde a meta é capacitar agentes de saúde em saúde da família, saúde bucal, saúde ambiental, doenças endêmicas, acolhimento e humanização do atendimento em saúde; capacitar multiplicadores em saúde sexual e reprodutiva de adolescentes e jovens, na prevenção da prostituição infantil, na prevenção do uso do álcool e drogas e na prevenção da violência contra mulheres, crianças e adolescentes; capacitar agentes multiplicadores em ações de incentivo ao esporte e lazer; e capacitar agentes multiplicadores em nutrição, com incentivo no uso de alimentos regionais.

Renata Madeira