Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/08/16 às 19h30 - Atualizado em 30/10/18 às 15h15

Esporte é arma de conscientização no Dia Nacional de Combate ao Fumo

COMPARTILHAR

#MostreAtitude será o tema da Campanha, em 29 de agosto

BRASÍLIA (26/8/16) – A realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Brasil motivou a criação do tema #MostreAtitude, que será veiculado na campanha do Dia Nacional de Combate ao Fumo, em 29 de agosto, para sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre os danos sociais, políticos, econômicos e ambientais causados pelo tabaco.

Com a campanha, instituições de saúde públicas e organizações não-governamentais pretendem mostrar, principalmente aos mais jovens, que o esporte é um aliado para a não experimentação de produtos de tabaco “e fumar, independentemente da forma (narguilé, cigarros eletrônicos ou com fumaça), reduz os benefícios das atividades esportivas, diminuindo a resistência e poder de reação, que fica mais lento”, alertam os técnicos da Coordenação de Controle de Tabagismo da Secretaria de Saúde do DF.

A associação do incentivo às práticas esportivas com o combate ao fumo atende a três objetivos estratégicos do Programa Nacional de Controle do Tabagismo:

– Prevenção da iniciação – o esporte pode manter os jovens longe do uso do tabaco pela preocupação em manter a boa saúde e por favorecer a sociabilidade;
– Apoio à cessação de fumar- a prática de atividade física é um aliado importante no processo da cessação do tabagismo;
– Promoção de Ambientes livres de fumaça do tabaco – disseminar o cumprimento da Lei 12.546/11 que proíbe fumar em ambientes coletivos e alertar que o tabagismo é doença.

“O esporte é uma celebração da vida, seja nas brincadeiras de parque, nos times da escola, nos campeonatos nacionais, Copas do Mundo e Jogos Olímpicos. Ele inspira saúde, competição saudável e diversão. Além disso, a prática esportiva é uma forma de sociabilidade importante. Ao reunir indivíduos com objetivos e gostos similares, o esporte torna-se ferramenta de identificação e aceitação”, define a Coordenação.

Dados do primeiro semestre/2016 indicam que 2.139 pacientes iniciaram o tratamento para parar de fumar e, destes, 1.178 estão sem fumar, sendo que 1.783 fizeram uso de medicação. Na rede pública do DF, 59 unidades de saúde atendem ativamente pacientes que querem parar de fumar, sendo 10 com agenda aberta (sem fila de espera).

A relação das unidades de saúde que oferecem tratamento aos fumantes encontra-se no site da SES, dentro de Programas, no link Programa de Tabagismo. O último VIGITEL/2015 mostra a taxa de fumantes do Distrito Federal em 11%.

No Distrito Federal, a data será comemorada em várias regiões, em unidades de saúde, escolas e instituições públicas e privadas. Veja a programação.