Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/12/15 às 14h34 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Exército, Marinha e Defesa civil passam por treinamento para combate ao Aedes aegypti

Profissionais integrarão a força-tarefa para o Plano de Ação ao Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo mosquito

BRASÍLIA (17/12/15) – Começa, nesta quinta-feira (17), o treinamento de 100 militares do Exército, 50 da Marinha e 15 servidores da Defesa Civil para reforçar a equipe de combate ao mosquito Aedes aegypti no DF. A capacitação, realizada pela Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, será dividida entre teoria e prática e termina na sexta-feira (18).

Os militares do Exército receberam, durante esta manhã, o treinamento teórico no Batalhão da Guarda Presidencial e no 11º Grupamento de Artilharia Antiaérea. A parte prática acontecerá na tarde de hoje no Setor Militar Urbano e na manhã de sexta-feira na Estrutural.

Marinha e Defesa Civil foram treinados pela manhã no Clube da Área Alfa-Marinha. Durante a tarde será realizada a parte prática no mesmo local. Já na sexta-feira, o grupo fará a atividade de campo em Santa Maria.

Para o chefe da Assessoria de Mobilização Institucional e Social para Prevenção de Endemias, Ailton Domício, a contribuição desses profissionais é de extrema importância ao DF nesta luta contra o Aedes, mosquito que transmite a Dengue, Febre Chikungunya e Zika vírus. “É muito bom poder contar com este apoio em nossas ações. Junto com os nossos vigilantes ambientais e com outros órgãos do governo, estamos conseguindo atuar de forma direta na prevenção e eliminação dos focos do mosquito.”

Domício ressaltou ainda a importância da colaboração da comunidade. “É necessário que os moradores recebam as equipes, abram os portões e sigam todas as orientações. Só com a ajuda da comunidade é possível eliminar este mosquito”, alertou.

PLANO DE COMBATE – Esta semana, o governo de Brasília iniciou o Plano de Ação para o Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes aegypti, que contará com o apoio nas inspeções aos imóveis dos militares do Exército, da Marinha e do Corpo de Bombeiros, que já vêm atuando junto à Secretaria de Saúde desde o inicio do ano; da Agefis, que fará o trabalho de fiscalização em setores de serviço e indústrias; além da Novacap e SLU, que farão o recolhimento de lixo e entulho nas ruas e residências. Sobradinho II é a primeira região a receber a ação.

DADOS – Até a última segunda-feira (14) o DF registrou 9.446 casos de dengue; 15 casos de Febre Chikungunya, sendo apenas dois casos em que o vírus foi contraído dentro do DF; e dois casos importados de Zika vírus, nos quais os moradores foram diagnosticados em Brasília, mas contraíram a doença em estados do Nordeste.