Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/02/15 às 18h22 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Febre Amarela está extinta no DF há sete anos

Vacinação está disponível em todos os centros de saúde do DF

BRASÍLIA (18/2/15) – O Distrito Federal não tem casos de Febre Amarela desde 2008, mas cidades de Goiás, próximas ao DF, já registraram dois casos este ano. Para evitar contrair a doença, que é transmitida pela picada de mosquitos transmissores infectados, é importante estar com a vacinação em dia.

A imunização faz parte do Calendário Nacional, é oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e está disponível em todos os postos de saúde do DF e no Ambulatório do Viajante, localizado no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). A vacinação é indicada para todas as pessoas que vivem em áreas de risco para a doença (zona rural), onde há casos confirmados em humanos ou a circulação do vírus entre animais (macacos).

Segundo o subsecretário de Vigilância à Saúde, José Carlos Valença, devem ser imunizadas crianças aos nove meses de vida, com uma dose de reforço aos quatro anos de idade. Os adultos que nunca foram imunizados e vão viajar para regiões de risco, ou que foram imunizados há mais de 10 anos, também devem receber reforço.

“É recomendado que a vacina seja tomada pelo menos seis dias de antecedência à viagem”, aconselha o subsecretário. Essa imunização, porém, é contraindicada a gestantes, imunodeprimidos (pessoas com o sistema imunológico debilitado) e pessoas alérgicas a gema de ovo.

A DOENÇA – A febre amarela é uma doença infecciosa aguda, de curta duração (no máximo 10 dias). Os sintomas são febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo e pele, olhos amarelos e hemorragias de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina.

O tratamento é apenas sintomático e requer cuidados na assistência ao paciente que, sob hospitalização, deve permanecer em repouso com reposição de líquidos e das perdas sanguíneas, quando indicado. Nas formas graves, o paciente deve ser atendido numa Unidade de Terapia Intensiva.