Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/12/12 às 21h18 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Fissurados atendidos no Hran participam de confraternização nesta sexta-feira (07)

Pacientes, familiares e profissionais que atuam no Programa dos Fissurados da Regional de Saúde da Asa Norte participam nesta sexta-feira (07), de um encontro de confraternização a partir das 14h, no Hran. A comemoração contará com a presença da primeira-dama do Distrito Federal, Ilza Maria dos Santos Queiroz.
 
Além da presença do Papai Noel, que distribuirá presentes para os pequenos, um dos coordenadores do programa, Marconi Delmiro, apresentará um vídeo educativo sobre o problema. As crianças poderão se divertir com pintura de rosto e palhaços.   “Os pacientes passam por tratamento no hospital e geralmente o ambiente não é agradável para as crianças. Com a confraternização passaremos momentos agradáveis, de alegria”, afirma Marconi Delmiro, coordenador do Programa dos Fissurados.

O serviço de atendimento a fissurados é oferecido no Hran desde 1984. O programa conta com uma equipe multidisciplinar, que engloba as especialidades de cirurgia plástica, fonoaudiologia, pediatria, nutrição, otorrino, psicologia, além de enfermeiros e o serviço social. “Esperamos realizar aproximadamente 200 cirurgias e 1500 atendimentos até o fim do ano”, diz Luciano Gazzoni, coordenador do programa. Se compararmos com o ano de 2011, onde ocorreram 135 procedimentos cirúrgicos, o aumento será de cerca de 50%.  

O ambulatório de fissurados trata de uma deformidade congênita sem motivo específico. As principais causas são o uso indiscriminado de medicamentos, consumo de álcool, drogas e cigarro. É importante que após o nascimento o fissurado seja encaminhado para o início do tratamento, para obter orientação sobre alimentação.

O portador de fissuras é mais vulnerável a infecções respiratórias como resfriados, sinusite e otite. “Contamos com o apoio do governador, do secretário de Saúde e do diretor do hospital para o total sucesso do programa. Todos ficaram sensibilizados com os casos vistos e em breve será criado o serviço de fissurados do Hran para estendermos ainda mais os atendimentos”, diz Alexandre Figueredo, coordenador do programa.

Paulo Herique Gomes