Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/03/16 às 11h44 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Força-tarefa contra o Aedes aegypti chega ao Jardim Botânico

COMPARTILHAR

Equipes visitarão condomínios e farão limpeza de áreas próximo ao comércio

BRASÍLIA (22/3/16) – A força-tarefa do governo de Brasília para combater o Aedes aegypti no Distrito Federal, iniciada em 14 de dezembro, estará no Jardim Botânico nesta semana. Funcionários da Diretoria de Vigilância Ambiental, da Subsecretaria de Vigilância /à Saúde, vinculada à Secretaria de Saúde, militares do Exército, da Força Aérea Brasileira e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal visitarão condomínios na região. O grupo também vistoriará locais abandonados e fará limpeza da área comercial.

Na semana passada, as equipes foram a São Sebastião. Identificaram focos do mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus e orientaram os moradores. De acordo com a Secretaria de Saúde, as visitas domiciliares de rotina continuam em todo o DF.

FUMACÊ –  Os caminhões fumacês passarão por vários pontos do Distrito Federal nesta semana. Eles estarão nas QRs 104, 305, 307, 412, 506, 508, 610 de Samambaia e, no Recanto das Emas, nas Quadras 102, 103, 510, 511 e 605. Também receberão os veículos que pulverizam inseticida: Vila Buriti e Vale do Amanhecer, em Planaltina; Condomínio Del Lago e a região da Fazendinha, no Itapoã; Setor P Sul e Setor O, em Ceilândia; diversas regiões de Taguatinga Sul; Guará I e II; Lucio Costa; Lagos Sul e Norte; Riacho Fundo I e II; Sobradinho e Sobradinho II; Planaltina; Brazlândia; Núcleo Bandeirante; Gama e Santa Maria.

Tendas

De 11 de fevereiro até esta segunda-feira (21), 5.170 pessoas já foram atendidas na tenda (unidade básica de atenção à dengue) montada no estacionamento do Hospital Regional de Brazlândia. Apenas em março, mais de 2,3 mil procuraram algum tipo de atendimento.

Em São Sebastião, de 19 de março até esta segunda (21), 3.825 pacientes tinham sido atendidos nas tendas em frente à unidade de pronto-atendimento (UPA) da região, na Quadra 102. Moradores com sintomas de dengue e suspeita das outras doenças transmitidas pelo Aedes aegypti podem obter orientações, fazer o teste rápido e, dependendo do caso, ser internado para hidratação.

Os dados sobre número de casos confirmados de dengue, do zika vírus e da febre chikungunya são divulgados às quartas-feiras, no informativo epidemiológico da Secretaria de Saúde.