Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/04/17 às 17h56 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Fórum aquece debate sobre voluntariado social na Saúde

COMPARTILHAR

Aproximadamente 3 mil pessoas atuam em hospitais

BRASÍLIA (20/4/17) – Com o tema Voluntariado Organizado, foi realizado o primeiro Fórum Regional Brasília Cidadã da Secretaria de Saúde, nesta quinta-feira (20). A pasta conta com aproximadamente 3 mil voluntários sociais que promovem diversas atividades para os pacientes nos hospitais. Por isso, o objetivo é aumentar a rede de voluntários, bem como ampliar o debate para estimular a organização formal em associações.

O secretário de Saúde, Humberto Fonseca, participou do evento. Ele destacou que a pasta vem realizando ações para valorizar o trabalho voluntário, bem como para estruturar essa rede. Um exemplo foi a normatização do serviço com a publicação da portaria 180, de 2016.

“Nós precisamos organizar essa rede e dar condições para os voluntários, que fazem atividades essenciais nas nossas unidades tanto para os pacientes, quanto para os servidores, que se sentem motivados com essas iniciativas. O voluntário tem satisfação em ajudar o outro”, esclareceu o secretário.

O gerente de Voluntariado, Cristian Silva, enfatizou que as associações constituem o modelo que melhor se ajusta à realidade da pasta, porque proporciona continuidade das ações. “Essa organização faz com que os projetos tenham longevidade. Por isso, vamos fornecer apoio na Gerência de Voluntariado para criar projetos e sanar dúvidas. O fórum veio para tirar as principais dúvidas e demandas sobre como instituir uma associação”, afirmou Silva.

EVENTO – O fórum faz parte de uma série de atividades que será promovida em órgãos do Governo de Brasília, e será encerrada no fim do ano com o Fórum Distrital Brasília Cidadã. A Secretaria de Saúde realizará outro encontro, em agosto, no Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

Danielle Teles, 24 anos, foi uma das candidatas inscritas no Portal do Voluntariado para atuar no Hmib. A jovem conta que se cadastrou no projeto no fim de 2016 com o intuito de contribuir com suas habilidades. “Faço licenciatura em música e sei cantar e tocar violão. Me faz bem tocar e ver o retorno das pessoas com um sorriso. Nos hospitais, as pessoas têm sede de alegria. Quero começar logo o trabalho”, disse.

Já a coordenadora da Associação Viva e Deixe Viver – Contadores de História, que atua no Hmib e em Ceilândia, Adriana Dias, lembra que é voluntária desde 2007. “Percebi que as pessoas precisam desse tipo de assistência em um hospital, já que ficam entediadas. Por isso, é importante contribuir e dar continuidade. Isso é construir cidadania”, observou.

O secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais do DF, Igor Tokaski, contabilizou que o Portal do Voluntariado possui 8,9 mil cadastrados, que disponibilizam 318 mil horas de trabalho em 143 projetos. “O voluntariado permite encontrar trabalhos que são relevantes e gratificantes para quem executa”, explicou.

PARTICIPE – Nesta semana, foram abertas 60 vagas para o trabalho voluntário no Hmib, distribuídas em seis projetos nas áreas de artes com habilidades manuais, automaquiagem, musicalização, mini bazar, ciclo de palestras e cinema. Vinte três vagas já foram preenchidas e o cadastro permanece aberto até fechar o quantitativo.

A superintendente da Região de Saúde Centro-Sul, Akaleni Bernardino, a subsecretária de Gestão de Pessoal, Jaqueline Ribeiro, e o diretor do Hran, José Adorno, também participaram do evento.

Estavam presentes, ainda, representantes da Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace), Associação das Mulheres Mastectomizadas Recomeçar e Movimento de Apoio ao Paciente com Câncer (MAC), e de outras entidades.

Confira as fotos aqui.