Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/03/13 às 19h02 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

GDF entrega segunda Carreta da Mulher no presídio do Gama

COMPARTILHAR

Em um ano 1ª carreta realizou mais de 32 mil exames

Foto: Renato Araújo

O Governador Agnelo de Queiroz e o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, entregaram a segunda Unidade Móvel de Saúde da Mulher nessa sexta-feira (08), no presídio feminino do Gama. Segundo o secretario de Saúde, o Distrito Federal é reconhecido como referência no atendimento prisional no País. “O presidiário é acolhido e avaliado pela equipe de saúde, qualificando a assistência na atenção primária no sistema prisional”, disse ele.
Já o Governador Agnelo Queiroz ressaltou que em dois anos de governo a política voltada para a mulher se tornou referência nacional. De acordo com o governador, o presídio feminino foi escolhido para o lançamento da nova unidade, pois assegura o direito à saúde para todas as mulheres. “A comunidade carcerária feminina que cumpre suas obrigações com a justiça tem sua saúde assegurada e preservada, o que é um direito de todos sem distinção”, destacou.
A prioridade da Carreta, de acordo com a subsecretária de Atenção Primária à Saúde, Rosalina Sudo, é fazer mamografia em mulheres com idade entre 50 e 69 anos. Também serão realizadas ecografias para o rastreamento de problemas de saúde ou para apoio diagnóstico em detentas acima de 40 anos. As grávidas terão prioridade no atendimento.

Já o preventivo do câncer de colo de útero (Papanicolau) será oferecido às mulheres que estejam com o exame vencido ou tenham chegado recentemente ao presídio. “Acreditamos que poucas necessitem desse exame, pois temos equipe de saúde prisional no local, que promove, regularmente, esse procedimento”, ressalta Rosalina.

A partir do dia 11, durante três semanas, a nova Carreta da Mulher vai atender as moradoras do Setor Oeste do Gama, próximo ao centro comunitário. O lançamento dessa nova unidade vai dobrar a capacidade de oferta de exames para mulheres de áreas mais carentes do DF.

Em um ano de funcionamento, a primeira unidade móvel realizou 32.614 exames até o dia 22 de fevereiro. Foram 10.955 mamografias, 11.411 ecografias e 10.248 preventivos.

A Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF) é um estabelecimento prisional de segurança média, destinado ao recolhimento de sentenciadas a cumprimento de pena em regime fechado e semiaberto, bem como de presas provisórias que aguardam julgamento.

Participaram do lançamento o secretario de Segurança Pública, Sandro Avelar, a secretaria da Mulher, Olgamir Amâncio, a secretária da Criança, Rejane Pitanga, a deputada distrital, Luzia de Paula, a subsecretaria de Atenção Primária, Rosalina Sudo, além de representantes do governo no Gama.

Eliane Simeão