Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/05/21 às 16h28 - Atualizado em 20/05/21 às 16h32

Gestantes e puérperas com comorbidades não precisam agendar vacinação

COMPARTILHAR

Para aquelas que não possuem fatores risco, a vacinação segue suspensa

 

LÍVIA DAVANZO, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

A vacinação para gestantes e puérperas (até 45 dias pós-parto) com comorbidades previstas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO) e que estão na faixa de 18 a 59 anos, segue com as vacinas CoronaVac/Butantan e Pfizer-BioNTech.

 

Gestantes e puérperas com comorbidades podem procurar um dos 24 pontos de vacinação (veja abaixo) – Foto: Geovana Albuquerque/Ag. Saúde

Para esse grupo, não é preciso fazer o agendamento, basta comparecer aos pontos de vacinação específicos (veja abaixo) portando documento que comprove a condição e relatório médico indicando qual a sua comorbidade.

 

A comprovação pode ser feita pelo cartão da gestante e, no caso das puérperas, pelo documento da alta hospitalar ou certidão de nascimento que demonstre que está dentro do período de 45 dias após o parto.

 

“Após a recomendação da Anvisa, o Ministério orientou que os estados suspendessem a vacinação das gestantes e puérperas com comorbidades apenas para a vacina da AstraZeneca, podendo dar continuidade ao processo de imunização com as vacinas dos outros fabricantes. Por este motivo, a Secretaria de Saúde avaliou qual seria a melhor forma de atender a este público evitando qualquer prejuízo”, explica o subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero.

 

Veja os pontos de vacinação para gestantes e puérperas com comorbidades:

 

 

Gestantes e puérperas sem comorbidades

 

Já para as gestantes e puérperas sem comorbidades, a vacinação segue suspensa, após recomendação do Ministério da Saúde. Assim, para esse público, a imunização está indisponível no momento e aguarda novas diretrizes do órgão federal.

 

Em nota técnica publicada nesta quarta-feira (19), o Ministério da Saúde recomendou que gestantes e puérperas que já tenham recebido a primeira dose da vacina da AstraZeneca aguardem o término do período da gestação e puerpério (até 45 dias pós-parto) para completar o esquema vacinal com esse mesmo imunizante.

 

Dessa forma, a Secretaria de Saúde solicita que aquelas gestantes e puérperas que estejam nessa condição, fiquem atentas à nova diretriz e procurem qualquer um dos 55 pontos de vacinação no período indicado.