Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/09/16 às 21h34 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

Guará celebra primavera com automassagem e arranjos florais

Ao todo, 40 pacientes do Centro de Saúde 1 participaram das atividades

BRASÍLIA (23/9/16) – A coordenação de Práticas Integrativas do Guará reuniu os pacientes do Centro de Saúde 1 para receberem a primavera numa dinâmica de autoconhecimento e integração. Após a atividade de automassagem e meditação, o grupo foi para o auditório, onde cada um recebeu potinhos, galhos de plantas e flores para que montassem seu próprio arranjo, ao som de música instrumental.

A voluntária e pioneira na atividade, Aparecida Zanel, realiza esse trabalho há 17 anos na unidade e destacou que a dinâmica vem contribuir para a valorização de si mesmo. Além disso, ajuda no desenvolvimento da percepção, da apreciação, da calma e principalmente, a descoberta de trazer o belo mesmo na simplicidade.

“O que queremos trazer aqui é um novo olhar para a vida. A natureza, tudo nos dá e nos ensina com as suas várias formas. Quando entramos na primavera, iniciamos um momento de renovação. Hoje vivemos num tempo em que todos estão correndo, fazendo tudo ao mesmo tempo. Esta é uma hora de parar e refletir”, destacou.

Elenilda Cruz, coordenadora de Práticas Integrativas do Guará, elencou a importância da automassagem associada à dinâmica e ressaltou que o espaço de convivência aliado aos benefícios da prática só traz bons frutos. Destacou que o encontro é semanal e atividades como essa agregam conceitos no dia-a-dia dos pacientes.

“Esses pacientes são fiéis à atividade porque já sentem os benefícios em seu cotidiano. Ter isso no SUS é maravilhoso, pois trabalhamos a prevenção das doenças. Temos eventos especiais como esse para trazer pausas também no nosso automático e quebrar a rotina. A prática é em silêncio e quando trazemos esse tipo da atividade, é para tirar o paciente da zona de conforto. Tem gente que nem lembrava que hoje iniciava a primavera”, afirmou.

Ao todo, 40 pacientes participaram da prática e Hildeni Ferreiro, 86 anos, elogiou a iniciativa e afirmou que é um momento de relaxamento e autoconhecimento. “Estar aqui todas as quintas-feiras é um período de cuidar do meu corpo e mente. É revigorante. Montar esses arranjos exercitou a minha mente”, declarou.

Já o casal Eden, 88 anos, e Glecenir Gama, 79 anos, e 59 de casados, estão na atividade desde o início e declararam que sem a prática, suas vidas não seriam as mesmas. “Aprendemos aqui como nos cuidar em casa. A automassagem é possível em qualquer lugar e essa atividade nos trouxe qualidade de vida e por isso estamos aqui há 17 anos”, declarou.

Maria das Dores Campos, 79 anos, também só foi elogios para o exercício da prática. “Religiosamente participo do grupo. Hoje foi especial porque essa dinâmica trouxe memórias de quando morava em Minas e buscava flores diariamente na fazenda para montar meus arranjos”, lembrou.

A Automassagem faz parte do programa de Práticas Integrativas em Saúde, aprovado desde 2006 no Sistema Único de Saúde. No Guará, a prática é uma das pioneiras e começou com uma voluntária da comunidade. Mas, agora é possível realizar em outras Regiões Administrativas.

Veja mais informações aqui