Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/02/14 às 20h45 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Herpes labial: uma doença infecciosa e recorrente

COMPARTILHAR

Cuidado neste carnaval, pois exposição excessiva ao sol e estresse aumentam a incidência

 

O herpes labial é uma doença infecciosa causada pelo vírus herpes simplex tipo 1 (HSV-1). Geralmente se caracteriza por lesões vesiculosas (bolhas pequenas) preenchidas por líquido claro que se formam na boca e à sua volta. Considera-se também como recorrente, pois o vírus está presente no organismo, porém, há pessoas que nunca manifestarão a doença.

Por se tratar de um vírus, a patologia é contagiosa e incurável, sendo o beijo a principal forma de transmissão direta do herpes labial. Além disso, há a possibilidade de contágio de forma indireta como, por exemplo, pelo uso de talheres. Ainda que o vírus possa permanecer inativo, a baixa imunidade do organismo, a exposição excessiva aos raios solares e o estresse são fatores que aumentam as chances do surgimento ou reaparecimento do herpes.

“Essas lesões vesiculosas provocam dor, coceira e ardor. Os locais afetados pelo herpes são lábios, boca, proximidades do nariz e, em alguns casos, pode acometer a gengiva”, comenta a dermatologista da Secretaria de Saúde do DF (SES), Roseane Pereira de Deus.

Apesar de incômoda, o herpes labial pode ser controlado com medidas preventivas que resultam em uma melhora do quadro. Dentre as orientações está o uso de protetor labial de alto fator, evitar a exposição solar por longos períodos e ataques de estresse, considerado um agente causador da baixa imunidade no organismo. “Recomenda-se também o uso de hidratante labial à noite”, acrescenta a dermatologista.

Para evitar que o vírus se espalhe pelo corpo e, inclusive, para outras pessoas, recomenda-se lavar as mãos sempre que houver contato com o ferimento. Além disso, é importante higienizar os lábios com produtos indicados por um especialista e evitar contato direto nos lábios de outra pessoa.

Por Patrícia Kavamoto, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226