Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/02/19 às 11h30 - Atualizado em 20/02/19 às 11h54

Hospital da Criança realiza seminário Eficiência do Gasto Público em Saúde

 

Com foco na melhor entrega de serviços de saúde ao menor custo público, o Hospital da Criança de Brasília (HCB) promove o Seminário Eficiência do Gasto Público em Saúde, durante esta quarta-feira (20). O evento tem a parceria do Ministério da Saúde (MS), Conselho de Secretários Estaduais de Saúde (Conass), Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) e Instituto Brasileiro de Organizações Sociais de Saúde (Ibross).

 

“Sabemos das dificuldades dos últimos anos e falamos muito de financiamento, mas não falamos da nossa capacidade de fazer mais com os recursos que temos. Precisamos discutir a eficiência do gasto. É fundamental. Essa nossa proposta surgiu da ideia de avaliar o gasto do HCB”, explicou o superintendente executivo do hospital, Renilson Rehem, na mesa de abertura do evento.

 

INICIATIVAS – O secretário de Saúde do Distrito Federal, Osnei Okumoto, destacou que a pasta busca diversas formas de aperfeiçoar o uso dos recursos para melhorar a entrega dos serviços à população do DF. “Uma das nossas medidas tomadas, logo no início da gestão, foi a ampliação do Instituto Hospital de Base para o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF, que vai permitir avanços muito grandes. Mas precisamos estabelecer novas metas para 2019, abrindo novas possibilidades”, argumentou.

 

Para o secretário executivo do Ministério da Saúde, Gabardo Reis, alguns hospitais públicos custam muito caro e a entrega de serviços à população deixa a desejar. “Quando falamos da ineficiência do gasto público, um dos pontos que mais quero ressaltar é a falta de escala, fundamentalmente nos hospitais de pequeno porte”, enfatizou.

 

“Esse é um tema para a Opas, porque a eficiência pública é um imperativo ético. Não é só um acréscimo, mas é uma necessidade. A eficiência possibilita criar valor para a população assistida”, confirmou o representante do organismo, Ricardo Tasca.

 

O presidente do Conass, Leonardo Villela, ressaltou que o sistema público de saúde enfrenta um subfinanciamento o qual considerou crônico, mas que necessita ser usado a favor da população. “Por isso, é de extrema importância ter representantes do Tribunal de Contas da União engajados nesse debate, pois esses tribunais podem contribuir para o aperfeiçoamento dos sistemas de gestão. E também tenho convicção de que a parceria com setor privado é essencial para aumentar a eficiência”, finalizou.

 

Durante todo o dia, os participantes do seminário irão debater metodologias para avaliação de eficiência: experiências na saúde, eficiência do gasto em unidades públicas de saúde geridas por Organizações Sociais de Saúde.

 

Ailane Silva, da Agência Saúde

Fotos: Mariana Raphael/Saúde-DF