Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/05/18 às 10h50 - Atualizado em 30/10/18 às 15h19

Hospital da Região Leste aumenta número de cirurgias

 

Atuação dos novos profissionais possibilitou reduzir o tempo de espera. Foto: Matheus Oliveira

 

 

O Hospital da Região Leste (HRL, antigo Hospital Regional do Paranoá) aumentou em 30% a capacidade de realização de procedimentos cirúrgicos na unidade – subiu de aproximadamente 180 cirurgias, em janeiro, para 227 em abril – e, com isso, reduziu em cerca de 10 dias o tempo de espera dos pacientes pelos procedimentos.

 

Isso foi possível com a entrada dos novos servidores do último concurso público da Secretaria de Saúde. O centro cirúrgico do hospital recebeu, desde a última convocação, há cerca de três semanas, nove anestesistas, 30 técnicos de enfermagem e seis enfermeiros, o que possibilitou abrir novas salas de cirurgia.

 

“Antes tínhamos poucas salas de cirurgia porque haviam poucos recursos humanos. Todo o processo para a cirurgia demorava em torno de 15 dias para os pacientes internados. Agora, demora de quatro a cinco dias”, informa o gerente de Assistência Cirúrgica do HRL, Marcelo Farinha.

 

De acordo com ele, agora também é possível chamar os pacientes eletivos que aguardavam em casa para fazer cirurgias e realizar procedimentos no hospital.

 

“O atendimento melhorou consideravelmente. Agora, conseguimos dar andamento de forma mais rápida aos pacientes que precisam de cirurgia”, ressalta o gerente.

 

Além disso, o HRL também conseguiu novos equipamentos para o centro cirúrgico, como carrinho para anestesistas e foco cirúrgico – indicado para procedimentos complexos e de médio e grande porte que necessitam de iluminação de alta qualidade.

 

ORTOPEDIA – Outro ponto positivo é relacionado à Unidade de Cirurgia da Coluna Vertebral (UCC). Segundo Angelo Ganeo, técnico assistencial da unidade, com a entrada dos novos servidores a média de cirurgias ortopédicas duplicou, passando de quatro para oito por semana.

 

“Este grande aumento da nossa capacidade resolutiva nos permitiu o controle total das patologias urgentes, principalmente, as traumáticas (fraturas). Com isso, conseguimos dar início à assistência das patologias eletivas (programáveis), como hérnias de disco e outras”, disse Ganeo.

 

A UCC é responsável por toda a assistência às patologias cirúrgicas que acometem a coluna vertebral em Brasília, Entorno e boa parte dos estados vizinhos.

 

ESTRUTURA – O HRL realiza cerca de 2 mil atendimentos por mês, e oferece os serviços de emergência; pediatria; clínica médica e cirúrgica; atendimento ambulatorial de odontologia, radiologia, ginecologia e obstetrícia, oftalmologia e cardiologia; além de assistência laboratorial e de vigilância epidemiológica.

 

A unidade atende as especialidades cirúrgicas gerais, ortopédica, de mão, de coluna, ginecológica, urológica, proctológica e mastológica.

 

TEXTO: Leandro Cipriano, da Agência Saúde