Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/03/15 às 10h59 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

HRT realiza capacitação de prestadores de serviço

COMPARTILHAR

Infecção hospitalar e biossegurança são temas de debate

BRASÍLIA (25/3/15) – Cerca de duzentos profissionais terceirizados, equipes de limpeza e segurança, passam pela primeira capacitação anual organizada pelo Hospital Regional de Taguatinga (HRT). O objetivo do curso é promover o bom atendimento do serviço prestado ao paciente, atualizar os trabalhadores sobre as diretrizes de biossegurança, mediação de conflitos e controle de infecção em ambiente hospitalar. O treinamento aconteceu nesta terça-feira (24), de 14h as 18h, no auditório da Unidade.

O curso que foi dividido em dois grupos, para melhor atender os turnos de trabalho dos prestadores de serviço. Dentre os palestrantes convidados, destaca-se a presença do especialista em Gestão de Ensino à Distância e Instrutor da Policia Civil do Distrito Federal, Paulo Cesar Santana, que debateu com os funcionários sobre segurança e mediação de conflitos. A enfermeira do Centro de Saúde Nº 08 de Taguatinga, Wylliene Barros Cavalcante, abordou com os profissionais temas sobre a importância da biossegurança, principalmente no que tange sobre questões de infecção hospitalar.

Além dos temas discutidos, os funcionários aprimoraram os seus conhecimentos sobre consciência sanitária, importância da preservação ambiental (descarte de resíduos químicos, tóxicos e infectantes). Como também, a utilização correta dos equipamentos de proteção individual (EPI´s), facilitação do diálogo nas relações interpessoais e ensinamentos de como lidar com problemas no ambiente de trabalho e os próprios conflitos existenciais.

Há 28 anos trabalhando na empresa de limpeza que presta serviço no HRT, Gonçala Pereira do Santos, 60 anos, destaca que o treinamento poderá ajudá-la no desempenho das suas funções. “Neste ano, eu aposento e sei que vou sentir saudades do serviço e dos colegas. Já aprendi várias coisas durante a vida profissional. Este curso vai ajudar a gente trabalhar com mais qualidade”, disse a moradora da Ceilândia.
Para José Antônio de Sousa, que há 22 anos trabalha como servente de limpeza, a capacitação servirá para auxiliá-lo a lembrar das normas de biossegurança e cuidados na prevenção de infecção hospitalar. “É sempre bom participar de um curso assim, pois com o passar do tempo a gente esquece como fazer as coisas”, declarou.

Atualmente, no HRT trabalham 157 profissionais terceirizados para a execução da de limpeza hospitalar, divididos em três turnos de trabalho. Já a equipe de segurança é formada por 42 vigilantes, que se reveza em plantões 12×36 horas.