Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/21 às 16h01 - Atualizado em 28/05/21 às 16h03

Hospital Modular Acoplado de Samambaia é inaugurado

COMPARTILHAR

Unidade possui 102 leitos e dará suporte para o atendimento aos pacientes com Covid-19

 

JURANA LOPES, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

Foi inaugurado, nesta sexta-feira (28) o Hospital Modular Acoplado de Samambaia, localizado na área externa do Hospital Regional de Samambaia (HRSam). A estrutura possui 102 leitos exclusivos para pacientes com Covid-19, sendo quatro de isolamento e o restante de enfermaria. Após a pandemia, a estrutura será alterada e o local atenderá outras demandas do HRSam.

 

Nova unidade possui 102 leitos para atender pacientes com Covid.  Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

“Minha missão é cuidar do povo do Distrito Federal. Nosso governo trabalha engajado em todos os setores e a construção deste hospital em tempo recorde é prova disso. Tivemos a ajuda de empresários, da Terracap e do Banco de Brasília. Quero entregar uma saúde bem melhor do que a que recebi quando entrei no governo. Que este hospital cure muitas pessoas”, afirmou o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

 

Durante a inauguração do Hospital Modular Acoplado ao HRSam, o governador adiantou que pretende buscar novas parcerias para construir mais dois hospitais acoplados, em Planaltina e no Paranoá. No evento, Ibaneis também assinou a nomeação de 122 novos servidores da saúde, sendo a maioria composta por médicos e a ampliação de carga horária para 242 servidores, que trabalharão na nova unidade. Das ampliações de carga horária, 119 são para técnicos de enfermagem e 31 para enfermeiros.

 

 

“Este novo hospital vai dar suporte para melhor atender a população do Distrito Federal. O HRSam é pequeno, mas já possui prêmio por ter uma das melhores UTIs do país e por ser um dos hospitais que mais realiza partos normais no DF. Quero aproveitar a ocasião para agradecer aos profissionais da saúde pelo trabalho incansável no dia a dia”, destacou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

 

O Hospital Modular Acoplado ao HRSam é fruto de doação das redes hospitalares D’Or São Luiz e Ímpar que doaram, cada uma, R$ 2 milhões. O Comitê Todos Contra a Covid-19 doou mais R$ 2 milhões e o Instituto BRB, R$ 3 milhões, totalizando os R$ 9 milhões. O presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, ressaltou que o papel do Banco de Brasília é crescer e ajudar o DF, gerando impacto positivo na vida da população, principalmente se for com vidas salvas.

 

Estrutura foi construída no antigo estacionamento do HRSam. Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

Segundo o superintendente da Região de Saúde Sudoeste, Luciano Gomes, a nova unidade vai ajudar a desafogar o pronto-socorro do HRSam, tendo em vista que o hospital tem uma estrutura bem pequena. Durante a pandemia houve um aumento significativo dentro do PS do HRSam, tendo dias em que haviam 37 pacientes no local, sendo 23 pacientes a capacidade do PS.

 

“No primeiro momento, os leitos do Hospital Modular Acoplado são para pacientes com Covid, caso ocorra uma terceira onda estaremos preparados. Todos os leitos possuem ponto de oxigênio, indicados para pacientes que não estão graves, mas que precisam da máscara de oxigênio para respirar ou cateter”, explicou Luciano.

 

Leitos da unidade serão destinados para pacientes menos graves. Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

 

Estrutura

 

A estrutura do Hospital Modular Acoplado pré-moldada foi feita, em tempo recorde, no estado de Santa Catarina. São mil metros quadrados, erguidos em área adjacente ao Hospital Regional de Samambaia, onde antes havia um estacionamento. Um corredor interliga os dois prédios. A obra é de responsabilidade do Instituto BRB e foi toda construída em 35 dias.