Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/12/20 às 17h41 - Atualizado em 3/12/20 às 19h29

HRL tem aumento de 23% no número de cirurgias em 2020

COMPARTILHAR

Unidade ganhou nova sala de cirurgia e investiu em maior disponibilidade de recursos humanos

 

JOSIANE CANTERLE

 

HRL fez 166 cirurgias a mais, entre janeiro e outubro deste ano, comparando com o mesmo período de 2019 – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

 

O Hospital da Região Leste, no Paranoá, fez 875 cirurgias gerais até o mês de outubro de 2020. No mesmo período do ano passado foram 709 procedimentos, um aumento de 23% comparando o mesmo período. Para a realização dos procedimentos de urgência e eletivas, o hospital abriu mais uma sala de cirurgias. A unidade também registrou aumento nas cirurgias realizadas no centro obstétrico, que teve um crescimento de 7%.

 

De janeiro a outubro, foram feitos 1.190 partos cesáreos, enquanto em 2019 foram 1.111 procedimentos obstétricos. O também hospital organizou o mapa cirúrgico no setor para atender às gestantes de alto risco e que não podem esperar pelo parto normal.

 

A superintendente da Região de Saúde Leste, Raquel Belvilaqua, credita o crescimento da produtividade ao fortalecimento da equipe, com maior disponibilidade de recursos humanos, acréscimo de mais uma sala no centro cirúrgico, organização do mapa cirúrgico dos centros cirúrgico e obstetrícia. A superintendente acredita que o HRL passou a ofertar “um serviço mais resolutivo ao usuário da região, pois houve redução da taxa de permanência hospitalar e aumento do giro de leitos”.

 

Mesmo com a pandemia, a unidade conseguiu superar o número de cirurgias realizadas em 2019 – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

 

Entre as cirurgias gerais estão os procedimentos de apendicectomia, hernioplastia, adenoidectomia, toracotomia, entre outras. O HRL dispõe de cinco salas de cirurgia, e o corpo médico realiza procedimentos nas especialidades.

 

Cirurgias eletivas na rede

 

Os hospitais da Rede Pública de Saúde voltaram a fazer cirurgias eletivas das especialidades pediátrica, ortopédica, plástica, geral e coloproctologia. A Secretaria de Saúde autorizou a retomada dos procedimentos considerando a redução na taxa de ocupação de leitos Covid-19 com suporte de ventilação mecânica. Na tarde desta quinta-feira (3) essa taxa estava em 45,69%. Em outubro e novembro, a pasta já havia autorizado a volta das cirurgias eletivas oftalmológicas, urológicas, ginecológicas e vasculares.

A volta das cirurgias ocorre de forma temporária, até o dia 7 de dezembro. Neste período, o cenário epidemiológico da Covid-19 no DF será avaliado. A depender da situação, os procedimentos poderão ocorrer nos dias seguintes.