Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/07/18 às 17h07 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

HRT testará nova medicação para pé diabético

COMPARTILHAR

 

HRT é reconhecido, nacional e internacionalmente, pelo trabalho com pé diabético – Foto: Mariana Raphael, da Agência Saúde

 

A Unidade de Endocrinologia do Hospital Regional de Taguatinga (Uendo-HRT) foi escolhida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Ministério da Saúde como um dos sete centros coordenadores do país que vão testar, no Brasil, uma medicação que promove granulação nas úlceras de pés de pacientes diabéticos, para acelerar a cicatrização.

 

Nesta quarta-feira (4), a equipe da Fiocruz Bio-Manguinhos, que coordena o projeto, esteve na unidade para fazer a visita técnica e iniciar os estudos.

 

“Foi feito um treinamento para o estudo de boas práticas clínicas, protocolo de coleta de exames e para aplicar procedimento operacional padrão. Daqui duas semanas iniciamos a pesquisa, de fato, com os pacientes”, conta a endocrinologista da unidade e coordenadora do estudo no DF, Flaviene Prado.

 

Além do Distrito Federal, Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB), Recife (PE), Rio de Janeiro, Salvador (BA) e São Paulo são centros coordenadores da pesquisa.

 

A amostra total é de 304 pacientes que usarão a medicação por 24 semanas. De acordo com Flaviene Prado, serão feitas aplicações às segundas, quartas e sextas-feiras e o paciente será acompanhado por um ano.

 

REFERÊNCIA – A Uendo-HRT é reconhecida, nacional e internacionalmente, pelo trabalho com pé diabético há mais de 20 anos.

 

Segundo Flaviene Prado, a unidade atende, mensalmente, uma média de 1,6 mil pacientes. “Desse total, cerca de 30% têm pé diabético”, completa.

 

TEXTO: Alline Martins, da Agência Saúde