Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/06/19 às 13h41 - Atualizado em 6/06/19 às 13h41

Iges-DF promove atividade de integração com administradores regionais

COMPARTILHAR
Ideia é unir forças para melhorar atendimentos em todo o DF 
 
Na tarde desta quarta-feira, os secretários da Saúde, Osnei Okumoto, e das Cidades, Gustavo Almeida Aires, além do secretário adjunto de Gestão em Saúde, Sérgio Luiz da Costa, reuniram-se com o diretor-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), Francisco Araújo, a fim de realizarem uma integração com os 31 administradores de todas as regiões administrativas do Distrito Federal.
 
Segundo Araújo, a ideia é unir forças para melhorar os atendimentos de toda a esfera do Governo do Distrito Federal (GDF).
 
“Pretendemos, ao longo das próximas semanas, organizar agendas em cada uma das regionais para a formação de grupos de trabalho a fim de que possamos discutir de maneira personalizada os problemas e as soluções para cada região administrativa. Por isso, nesse primeiro momento, estamos trazendo todos os administradores, que são a referência do governo para a população, para que tenhamos a dimensão de todo o trabalho a ser realizado em cada uma das regionais de maneira alinhada e conjunta”, destacou o diretor-presidente.  
 
Gustavo Aires ressaltou que é importante que esse trabalho conjunto seja contínuo a fim de que as bases auxiliem na resolução de demandas que podem ser sanadas já nas próprias regionais.

 

“Desde o início de nossa gestão, estamos caminhando bem, porém, muita coisa pode ser resolvida na ponta, ou seja, na própria regional, desafogando o fluxo de demandas que chegam ao GDF”, afirmou Aires.

 

O secretário da Saúde garantiu que a integração entre os setores do Governo e os administradores regionais é crucial para que as ações sejam executadas de forma assertiva.

 

“No momento em que passamos por apreensões em relação à dengue e a atenção primária, consideramos que trazer essa integração entre as secretarias e os responsáveis escolhidos para cada regional nos possibilita a organização de ações mais eficazes a fim de atendermos as demandas da nossa população. Muita coisa já foi realizada e muitas outras estão em andamento, como o projeto de lei para a reconstituição das equipes de atenção primária, porém, ter esse apoio do grupo fará toda a diferença”, ressaltou Okumoto.

 

 

Leilane Oliveira, do Iges-DF