Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/02/20 às 18h51 - Atualizado em 20/02/20 às 10h50

IGESDF completa um ano e entrega obra para instalação do PET-CT no Base

COMPARTILHAR

Também houve confraternização com colaboradores e pacientes

 

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF) completou um ano de atuação nesta quarta-feira (19/2), com a entrega, no Hospital de Base, da primeira etapa da obra do PET-CT, que contempla a conclusão das obras de engenharia da sala para onde o equipamento foi transferido. As obras foram iniciadas em novembro de 2019.

 

O equipamento, que custou à época US$ 1 milhão, ficou, durante sete anos, encaixotado em um dos corredores do ambulatório do HB. O principal motivo foi não ter sido construída uma sala adequada para sua instalação. Ao todo, o equipamento que pesa cinco toneladas e estava guardado em 21 caixas, que chegavam a medir até três metros de comprimento, cada uma.

 

“Quando assumimos a gestão, o governador Ibaneis Rocha disse que tínhamos um equipamento guardado na caixa e determinou que, em menos de um ano, ele fosse desencaixotado. Hoje, todo nosso esforço e suor para que isso acontecesse está derramado aqui”, enalteceu o diretor-presidente do IGESDF, Francisco Araújo, ao relatar que muitas pessoas não acreditaram quando as caixas do corredor estavam sendo retiradas.

 

O secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, reconheceu o empenho e parabenizou a iniciativa. “Quero ressaltar a  sensibilidade do nosso presidente para viabilizar que este equipamento esteja à disposição da população. Tenho certeza de que ele será muito bem utilizado e empregado no diagnóstico e acompanhamento dos pacientes do DF”, destacou.

 

A sala que recebeu o aparelho foi lacrada e, agora, será mantida fechada e na responsabilidade da empresa fornecedora do equipamento até que a obra esteja em estado avançado de conclusão, em maio de 2020.  Após esse período, a sala será reaberta para iniciar a montagem do equipamento e, posteriormente, a realização dos testes.

 

“A implantação do PET-CT tem uma grande relevância para o DF, não só pelo contexto de o equipamento está há sete anos encaixotado nos corredores do ambulatório, mas pelo que ele vai representar no tratamento dos pacientes com câncer e outras patologias graves”, disse o vice-presidente do IGESDF, Sérgio Costa.

 

O secretário de Relações Institucionais, Victor Paulo, lembrou que o governo local vai construir o primeiro hospital para tratamento de câncer. “O Hospital Oncológico é outra vitória do governador Ibaneis Rocha. Tínhamos um recurso perdido, vindo de governos anteriores e o governador Ibaneis Rocha – pela sua liderança, eficácia e eficiência  – conseguiu sustar esse processo e firmar o convênio com a Caixa Econômica”, afirmou, ao parabenizar o IGESDF.

 

“Hoje é um dia histórico. Estamos escrevendo uma nova página na saúde do Distrito Federal. É muito fácil falar que Saúde, Educação e Segurança é prioridade. O difícil é transformar isso em verdade, mas esse governo está fazendo”, parabenizou o secretário de Economia, André Clemente.

 

A deputada federal Celina Leão (PP-DF) fez questão de ressaltar as melhorias na área de saúde, lembrando que “quando a gente fala de saúde, tudo que dá certo ninguém noticia. Todas as cirurgias bem sucedidas, todas as pessoas que foram bem atendidas, com carinho, tudo isso, não vira notícia”. Ela elogiou a parceria que está dando certo entre Secretaria de Saúde e IGESDF, pediu a ampliação do atendimento e considerou importante o projeto de um Hospital Oncológico para o DF.

 

COMEMORAÇÕES – Além da entrega, a celebração da data também contou com a entrega da primeira etapa da obra do PET-CT, bem como corte de bolo no jardim do Hospital de Base. Na parte da tarde, 15h, será feita a inauguração da Sala Vermelha do Trauma Adulto e Box de Emergência Pediátrica do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

 

HISTÓRIA IGESDF – Considerado uma das maiores inovações em gestão hospitalar pública do Brasil, o IGESDF foi criado com a aprovação do projeto de lei Nº 1/2019, enviado pelo governador Ibaneis Rocha à Câmara Legislativa do DF (CLDF). Votado e aprovado em 24 de janeiro de 2019, o texto foi sancionado como a Lei Nº 6.270, de 30 de janeiro de 2019, incluindo além do Hospital de Base (IHBDF), o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e as seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

 

Em 27 de maio de 2019, foi celebrado o Terceiro Termo Aditivo ao Contrato de Gestão N° 1/2018, com a Secretaria de Sáude do DF, transferindo toda a gestão.

 

Compareceram ao Hospital de Base para prestigiar o evento, o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Cândido Teles; o secretário de Saúde, Osnei Okumoto; o secretário de Relações Institucionais, Victor Paulo; o secretário de Economia, André Clemente; e a deputada federal, Celina Leão.

 

Do IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/IGESDF