Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/05/21 às 17h05 - Atualizado em 20/05/21 às 10h54

Mais de 100 mil pessoas com comorbidades agendaram a vacinação contra a covid-19 no DF

COMPARTILHAR

Nas últimas 24 horas, foram feitos mais de 25 mil agendamentos

 

JOHNNY BRAGA, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

Em um dia, a Secretaria de Saúde agendou a vacinação contra a covid-19 de 25.066 pessoas com comorbidades através do site. Esse público será vacinado entre hoje (18/5) e sexta-feira (21) nos pontos de vacinação da capital. Ao todo, 195.856 pessoas com comorbidades entre 18 e 59 anos já se cadastraram no site vacina.saude.df.gov.br. Deste total, 103.239 – que estão na faixa etária entre 30 e 59 anos -, agendaram a aplicação do imunizante.

 

Pessoas com comorbidades devem se cadastrar para posteriormente agendar a vacinação – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

Desde ontem (17/5), pessoas entre 30 e 49 anos foram autorizadas a agendar a vacinação. Em 24h, 13.095 pessoas desta faixa etária agendaram atendimento, além de outras 11.971 com mais de 49 anos. Vale destacar que é necessário fazer o cadastro no site, independentemente da idade, antes de prosseguir com o agendamento – neste caso, quando houver vagas disponíveis para a faixa etária correspondente.

 

Pessoas com síndrome de Down, em terapia renal substitutiva e com imunossupressão podem agendar a vacinação a partir dos 18 anos de idade. Gestantes e puérperas com comorbidades, e pessoas com deficiência inscritas no BPC, com idade entre 18 e 59 anos não precisam fazer o agendamento. Basta procurar um dos 55 pontos de vacinação para receber o imunizante. As gestantes com comorbidades também não precisam agendar, no entanto, devem procurar pontos de imunização específicos. Saiba quais são eles aqui. Os demais públicos deverão agendar dentro das respectivas faixas etárias previstas no agendamento.

 

Veja a lista das comorbidades e o balanço atual de agendamentos e cadastramentos:

 

*A arte apresentada acima foi alterada por divulgar, de forma incorreta, o período de puerpério, que é de 45 dias pós parto e não 60.

 

Cadastro e agendamento

 

O cadastramento está disponível para todo cidadão que apresentar alguma comorbidade relacionada acima. O sistema da Secretaria de Saúde irá reconhecer, através do CPF do usuário, se ele é portador de alguma comorbidade no caso de haver registro de atendimentos no SUS. Não havendo esse reconhecimento, o usuário poderá se cadastrar, no entanto, deverá apresentar um laudo médico quando for vacinar.

 

Ao agendar a vacinação, a ficha com o comprovante de agendamento trará a informação se haverá necessidade de apresentar somente documento de identidade com foto ou laudo médico. Importante esclarecer que os dados informados devem ser comprovados, pois o cidadão declara estar prestando informações verdadeiras.

 

Desmarcação do agendamento

 

A Secretaria de Saúde orienta a população que quem, por algum motivo, não pôde ir ao ponto de vacinação na data agendada, que volte àquela mesma unidade, num prazo máximo de 10 dias, para receber o imunizante. Sendo esse prazo maior que 10 dias, o cidadão deverá procurar o posto de vacinação no qual fez o agendamento e apresentar atestado médico, comprovante de viagem ou outro documento que justifique o impedimento.

 

Vacinação para o grupo de comorbidades ocorre por agendamento no site – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

Desta forma, as unidades de vacinação não precisarão mais cancelar o agendamento de quem não compareceu. Mas, se houver erro do cadastro no sistema de agendamento, nesse caso o usuário deve dirigir-se à unidade para fazer a correção do cadastro.

 

Se for um erro no preenchimento dos dados, o usuário tem a opção de corrigir no próprio site vacina.saude.df.gov.br. Ao acessar, deve clicar no botão “alterar o cadastro de comorbidade”.