Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/04/21 às 19h48 - Atualizado em 15/04/21 às 16h04

Ministério da Saúde deve enviar 72,8 mil doses de vacinas contra a Covid-19 na próxima sexta-feira (16)

COMPARTILHAR

A maioria dos imunizantes é da AstraZeneca para uso em primeira dose; remessa permitirá a vacinação de idosos com 64 e 65 anos

JOHNNY BRAGA, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

O Distrito Federal deverá receber, na próxima sexta-feira (16), mais 72.818 doses das vacinas que previnem a Covid-19. Com isso, a capital federal poderá iniciar a imunização dos idosos com 64 anos ou mais. Além deles, a Saúde continuará a vacinação para profissionais de saúde e das forças de segurança. A remessa conta com doses para uso em primeira aplicação (D1) e para o reforço (D2).

 

Expectativa é que na próxima sexta-feira (16) cheguem ao DF mais 72,8 mil doses de vacinas – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

A estimativa da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) é de que o DF tenha uma população com 64 e 65 anos composta por 40.515 pessoas sendo 20.804 com 64 anos e 19.711 com 65 anos.

 

A maior parte dos imunizantes é da vacina Oxford/AstraZeneca, um total de 40.971 doses, todas elas destinadas para D1. Da vacina CoronaVac, o esperado é receber 31.847 doses, sendo 23.535 para D2. A divisão das doses foi definida pelo Ministério da Saúde e o DF seguirá o fluxo conforme orientação do órgão federal.

 

A distribuição, portanto, para primeira dose, será da seguinte forma:

 

– 43.140 doses D1 para ampliar a vacinação para idosos de 65 e 64 anos;
– 2.237 doses D1 para vacinar profissionais das forças de segurança;
– 3.906 D1 para profissionais de saúde, no entanto, será possível ampliar para 4.414 doses, pois 508 doses do agendamento passado, que tinham sido separadas para perda técnica, serão usadas nesta fase.

 

Vacinação para quem tem 64 e 65 anos deve começar a partir do recebimento de novas doses – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

O Ministério da Saúde ampliou a porcentagem de perda técnica a ser enviada aos estados. Antes, 5% das doses recebidas eram reservadas para suprir perdas técnicas. Agora, esse percentual será de 10%. Isso ocorre porque tem frascos sendo recebidos com menos doses que o esperado.

 

De acordo com o último boletim da Secretaria de Saúde, 1.806 doses já foram perdidas no Distrito Federal por volume insuficiente no frasco. Nestes casos, o frasco teria que ter dez doses e estava com nove, ou menos.

 

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: