Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/08/19 às 9h48 - Atualizado em 22/08/19 às 10h55

Pessoas em situação de rua ganham ação de saúde no Parque da Cidade

Evento marcou o Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua

 

A Gerência de Saúde de Populações Vulneráveis da Secretaria de Saúde do Distrito Federal promoveu, nesta terça-feira (20), uma ação para marcar o Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua. Cerca de 50 pessoas compareceram à Escola Meninos e Meninas do Parque, localizada no Parque da Cidade, voltada a pessoas em situação de rua.

 

Foram desenvolvidas atividades em saúde, iniciando com técnicas de respiração e relaxamento. Em seguida, os participantes assistiram a uma palestra sobre direitos em saúde.

 

Houve, ainda, uma ação de saúde bucal com a participação de dentistas do Consultório na Rua, com aplicação de flúor e distribuição de kits de higiene bucal. Médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais também fizeram atendimento à população.

 

“A ação de saúde foi importante para a criação de vínculo das pessoas em situação de rua, estudantes desta escola, com a rede de atenção básica, além de colaborar com o processo da autonomia do sujeito no seu autocuidado”, destacou uma das profissionais envolvidas nas atividades, a nutricionista Priscila Chaves Costa.

 

DATA – A data foi instituída depois de, em 2004, sete pessoas em situação de rua terem sido brutalmente assassinadas com golpes na cabeça enquanto dormiam na região da Praça da Sé, em São Paulo. Conhecido como “massacre da Sé”, o caso teve repercussão internacional e a data ficou marcada como o Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua.

 

O objetivo é conscientizar a sociedade sobre a atenção digna a ser garantida a essa população. Os ataques também deixaram oito pessoas feridas.

 

Alline Martins, da Agência Saúde

Fotos: Divulgação/Saúde-DF