Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/02/14 às 18h48 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Moradores do DF terão acesso a informações da Saúde por meio da TV digital

COMPARTILHAR

Projeto começa na casa de 300 famílias de Ceilândia e Samambaia

A partir do dia 15 de fevereiro, 300 famílias de Ceilândia e Samambaia terão acesso às informações dos serviços da Secretaria de Saúde (SES/DF) pela televisão da sua casa. Trata-se do projeto piloto Brasil 4D, a primeira TV pública, aberta e digital do mundo.

Depois da experiência com 100 famílias de baixa renda de três comunidades de João Pessoa (PB), chegou a vez da capital federal experimentar a interatividade do projeto piloto Brasil 4D, coordenado pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

No DF as 300 famílias foram selecionadas dos programas Bolsa Família e DF Sem Miséria e durante três meses, participarão desse projeto inédito que tem como parceira a SES/DF e outras Secretarias do Governo do Distrito Federal (GDF). Essas famílias terão acesso aos serviços públicos federais e distritais acessando o controle remoto da sua TV.

A SES/DF está inserida na multiprogramação do projeto com informações sobre Carreta da Mulher, Saúde da Família, calendário de vacinas, localização e serviços dos Centros de Saúde, jogos interativos, além de outras informações relacionadas à pasta. “As pessoas terão acesso aos nossos serviços, sem dificuldade e sem sair de casa e, o que é melhor ainda, na tela da sua televisão”, disse Rafael Barbosa, secretário da SES/DF.

Como vai funcionar
Um conversor digital será instalado na televisão da casa da família, acompanhado de um controle remoto e uma antena. Ao ligar a TV e sintonizar no canal 2, TV Brasil, um tutorial será disponibilizado na tela facilitando o entendimento e a escolha, do serviço que o cidadão deseja atendimento. Tudo isso através do controle remoto. “Essa é uma introdução ao mundo digital para essas pessoas. Quanto elas tiverem acesso à banda-larga, já saberão como fazer”, afirmou o idealizador do projeto, o superintendente de Suporte da EBC, André Barbosa.

O projeto Brasil 4D agrega parcerias como: Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o DataSUS, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Governo do Distrito Federal, Totvs, HMATV, Oi e Telebras.

“É a primeira experiência em um canal de serviço que une inovação, audiovisual digital interativo, cultura e inclusão social via controle remoto da TV”, afirmou Cosette Castro, pesquisadora e professora da Universidade Católica de Brasília, que também está envolvida no projeto.

Por Luana Lemes, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226