Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/10/21 às 11h22 - Atualizado em 11/10/21 às 13h43

O SUS é para todos: entenda os serviços ofertados pela Atenção Primária à população

Unidades básicas de saúde oferecem inúmeros serviços, entre eles, entrega de medicamentos, fraldas e atendimento domiciliar

 

JURANA LOPES I EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA I DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

O Sistema Único de Saúde (SUS) é para todos. Independente de condição social, o SUS abrange tanto as áreas nobres como aquelas de grande vulnerabilidade social. A porta de entrada para qualquer atendimento na rede pública de saúde é pela Atenção Primária à Saúde (APS), que presta assistência à população nas unidades básicas de saúde (UBSs).

 

Paciente sendo atendida em casa pelas equipes de Saúde da Família lilás e laranja da UBS 1 da Asa Sul. Durante o atendimento, toda a equipe de saúde usou máscara e álcool em gel – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

As regiões nobres do Distrito Federal são da área de cobertura da Região de Saúde Central. De acordo com a diretora da APS Central, Charmene Alcântara, hoje a estimativa da população coberta é de 392.698 habitantes, no entanto, somente 164 mil são cadastrados e possuem cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF).

Para alcançar a população das asas Sul e Norte, Cruzeiro, Sudoeste/Octogonal, Varjão, lagos Sul e Norte e vilas Planalto e Telebrasília, são 41 equipes distribuídas em nove UBSs. “Hoje, as UBSs do Varjão e da Vila Planalto atingem 100% de cobertura, já as outras possuem cerca de 33% de cobertura”, explica Charmene.

A Secretaria de Saúde trabalha para completar as equipes existentes até o fim do ano. Serão lotados agentes comunitários de saúde oriundos do último processo seletivo.

 

Asa Sul

A UBS 1 da Asa Sul possui sete equipes de Estratégia Saúde da Família e além das demandas dentro da unidade, elas se dividem para atender as solicitações de pacientes que necessitam de visita domiciliar.

 

Na última semana, as equipes laranja e lilás fizeram uma visita domiciliar na casa de uma paciente de 85 anos, com Parkinson e evolução do quadro de demência. “Essa família nos procurou quando ficou sem condições de pagar com o plano de saúde da idosa. Ela gastava uma média de R$ 3 mil com medicamentos e insumos, hoje esse custo caiu para R$ 300, pois agora recebe fraldas e medicamentos”, explica Bruno Stelet, médico de Família e Comunidade.

 

Atendimento à paciente Áurea – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Segundo ele, muitos usuários da região não conhecem os serviços ofertados nas UBSs e acham que a rede pública de saúde é somente para pessoas com menor poder aquisitivo. Desde quando é acompanhada, há cerca de um ano, a paciente recebe visitas para verificar a situação da família, fazer a avaliação e ajustes de medicamentos utilizados, analisar a situação física da paciente, alimentação e situação do cuidador.

 

A aposentada Tânia Moreira, de 58 anos, é a cuidadora da sogra, dona Áurea, desde 2015 e considera o acompanhamento multiprofissional prestado pela equipe da UBS 1 ‘fantástico’. “Eles nos dão todo o suporte de que precisamos, analisam os medicamentos, conversam com toda a família para saber se o quadro dela está piorando e através deles conseguimos medicamentos e insumos. Sou extremamente grata a esta equipe”, afirma.

 

Sylvia Telles Chicarino é residente do 2º ano de Medicina da Família e disse que as visitas servem para aproximar a família da equipe médica e até mesmo humanizar os atendimentos, estando mais próximos do paciente.

 

Equipe mediu a pressão arterial da paciente e fez outros atendimentos de rotina – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Após a visita domiciliar a equipe esteve na creche Casa do Candango, pois recebeu a demanda da direção do local. Ela discutiu possíveis ações para integrar a saúde à educação.

 

Entre as ações, ficou acordado um treinamento dos profissionais da creche, para aplicação de insulina, tendo em vista que há dois alunos que fazem uso do medicamento. Além de ação para as crianças sobre saúde bucal e cuidados na hora da escovação e uma palestra com os profissionais sobre abuso e violência sexual na infância.

 

Para Bruno Stelet, a visita domiciliar com a abordagem da família e a articulação de ações de educação e saúde são ações rotineiras e fazem a equipe de ESF se aproximar da realidade dos pacientes, criando vínculos de confiança, o que ajuda na hora de ter ações mais efetivas de saúde.

 

Serviços ofertados nas UBSs

 

As unidades básicas de saúde são responsáveis pelas ações de promoção, prevenção, tratamento e recuperação relacionadas à: saúde da criança e do adolescente, saúde da mulher, saúde do homem, saúde do adulto e saúde do idoso; pré-natal; planejamento familiar; prevenção do câncer; ações de saúde mental; cuidado de doenças crônicas como diabetes e hipertensão; vacinação; administração de medicamentos, nebulizações/inalações; coleta de amostras para realização de exames de laboratório; acompanhamento dos usuários do Bolsa Família; curativos, retirada de pontos, troca de sondas, entre outros procedimentos; entrega de resultados dos exames realizados.

 

Além disso, a promoção, prevenção, tratamento e recuperação da Saúde Bucal (tratamentos odontológicos, restaurações, limpeza, extrações de dentes permanentes e decíduos, atendimento de casos de emergência odontológicas, atendimento de bebês e crianças, ações preventivas com orientação para higiene oral adequada e escovação supervisionada nas escolas participantes do Programa Saúde na Escola).

 

Nas UBSs são realizados encaminhamentos para especialidades, de acordo com a necessidade do usuário; fornecimento de medicação básica e medicamentos sujeitos a controle especial; fornecimento de materiais e kits complementares para curativos, sondagens em casos de bexigas neurogênicas, fraldas para pacientes acamados, de usuários cadastrados; confecção do Cartão do SUS, entre outras ações e serviços de acordo com as necessidades da população da área de abrangência da unidade básica de saúde.

 

GALERIA DE FOTOS:

 

SUS é para todos: entenda os serviços ofertados pela Atenção Primária à população