Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/04/15 às 12h56 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Pediatras, enfermeiros e técnicos serão nomeados a partir de segunda-feira

COMPARTILHAR

A Governança DF aprovou a contratação de 205 profissionais na área de saúde

BRASÍLIA (13/3/15) – A pedido da Secretaria de Saúde, a Câmara de Governança Orçamentária, Financeira e Corporativa do Distrito Federal (Governança-DF) aprovou, nesta semana, a contratação de 205 profissionais para a rede pública de saúde, sendo 30 pediatras, 44 enfermeiros e 131 técnicos de enfermagem. Aprovados em concursos públicos de 2014, eles vão preencher as vagas abertas por aposentadoria ou morte de servidores.

De acordo com o secretário de Saúde do DF, João Batista de Sousa, a nomeação dos servidores – escolhidos pela ordem de colocação nos concursos – ocorrerá a partir de segunda-feira. “Pretendemos fazer toda a convocação até terça-feira”, avisa. Depois da publicação no Diário Oficial do Distrito Federal, eles terão até 30 dias para tomar posse. “Vamos fazer um esforço para que esse processo seja agilizado, convocando as pessoas a assumirem seus cargos o mais rápido possível”, explica o secretário.

A maior parte dos 30 pediatras será alocada nos hospitais de Taguatinga, Gama e Ceilândia, que têm alta demanda por essa especialidade. A expectativa é que a chegada desses médicos desafogue a procura por consultas no Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB).

Segundo João Batista de Sousa, o déficit de pediatras na rede pública do DF é de 260 profissionais. Na última semana, o pedido da Saúde à Governança-DF foi de 133 médicos com essa especialidade, além de 190 enfermeiros e 600 técnicos de enfermagem.

Porém, respeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que impede o governo de contratar depois de ultrapassar o limite prudencial de gastos com pessoal, o número aprovado foi menor. Na atual situação financeira, são permitidas apenas reposições decorrentes de aposentadoria ou morte de servidores das áreas de educação, saúde e segurança.

O governador Rodrigo Rollemberg vê como muito positiva a contratação desses médicos, enfermeiros e técnicos neste momento, em que está decretada a situação de emergência na saúde do Distrito Federal. “Sabemos que existe uma carência muito grande de pediatras na rede. Mas, apesar de todas as dificuldades financeiras, conseguimos aprovar a contratação desses profissionais porque sabemos da importância deles para a população”, explicou Rollemberg, neste sábado. “Há um pedido de reconsideração da Secretaria de Saúde para que aprovemos um número maior e vamos avaliar na semana que vem.”

Para aumentar a efetividade dessas contratações, o secretário de Saúde explica que a pasta vai propor aos nomeados que cumpram uma carga horária de 40 horas semanais. O concurso de 2014 foi para vagas com carga de 20 horas, mas com a possibilidade de ser aumentada.