Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/02/14 às 13h18 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

“Plantando Saúde” em Planaltina ajuda na ressocialização

COMPARTILHAR

Atendimento de adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa

Uma parceria entre a Unidade de atendimento em Meio Aberto (UAMA) e o Centro de Práticas Integrativas de Planaltina (CERPIS), é firmada com o objetivo de ajudar na ressocialização de adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa através de práticas corporais e do convívio com plantas medicinais.

A iniciativa faz parte do projeto Plantando Saúde, que consiste no plantio e cultivo de mudas de temperos e chás para uso terapêutico, numa horta suspensa feita de materiais recicláveis na UAMA de Planaltina.

O CERPIS foi convidado a participar da iniciativa, e começará a atuar no dia 20 de fevereiro, e também estará ajudando com doação de mudas.

Segundo a assistente social da UAMA, Juliana Arraes, a ajuda do CERPIS é importante na concretização do projeto, “necessitamos de apoio para atividades de formação com os adolescentes e suas famílias a respeito dos benefícios dos chás e temperos e apoio na realização de atividades corporais em saúde alternativa, como a automassagem e danças circulares”, explica.

De acordo com o gerente do CERPIS, Marcos Freire, eles terão a oportunidade de aprender sobre as plantas medicinais e como utilizá-las, “lidam com a terra e exercem uma função social que ajuda em sua reintegração e também práticas de automassagem, Tai Chi Chuan, que é um fator importante para a promoção da saúde, ajuda a pessoa a cuidar de si mesma”, diz.

Na UAMA, os adolescentes cumprem duas medidas socioeducativas, de Liberdade Assistida e Prestação de Serviços à Comunidade. Eles estudam e trabalham, fora da unidade, e também recebem acompanhamento, junto com suas famílias, de uma equipe com assistente social, psicólogo e pedagogo.

Entre as ações desenvolvidas por estas unidades estão orientação e acompanhamento ao socioeducando, encaminhamento dele e de sua família para programas oficiais ou comunitários de assistência social, atendimento na rede – hospitais, Conselho Tutelar, CAPS -, supervisão de frequência e aproveitamento escolar. E ainda, seleção para estágios em órgãos do GDF, atividades externas em eventos culturais, visitas domiciliares e realização de palestras sobre temas como prevenção ao uso de drogas e inserção no mercado de trabalho.

O Centro de Referência em Práticas Integrativas em Saúde de Planaltina (Cerpis) é pioneiro no tratamento com ervas medicinais, a unidade já atendeu pessoas de todo o Distrito Federal e Entorno, nas áreas de homeopatia, acupuntura, terapias comunitárias, automassagem, oficinas integrativas, e na distribuição e manipulação de produtos fitoterápicos.

Na área da fitoterapia, o Centro tem uma farmácia viva que orienta, manipula, distribui mudas, plantas medicinais e produtos fitoterápicos gratuitamente para a população.

O Centro integra a política de Atenção Primária em Saúde do Governo do Distrito Federal. Dentro do Cerpis, em uma área de 20 mil m², são cultivadas 50 espécies de ervas medicinais e produzidas pomadas, tinturas e xaropes para os moradores de Planaltina.

No Centro Fitoterápico, cerca de 30 profissionais atendem a comunidade nas especialidades de homeopatia, adulto e criança; psicologia, individual e grupo; terapias comunitárias; automassagem; tai chi chuan; Lian Gong; produção de fitoterápicos; e nas oficinas Integrativas.

Por Tatiane Gomes, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226