Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/10/21 às 14h00 - Atualizado em 9/10/21 às 15h07

Primeira semana da Campanha de Multivacinação alcançou cobertura 72,5% dos que compareceram aos pontos de vacinação

A procura é maior de crianças abaixo de 1 ano; Campanha chama atenção para atualização vacinal de crianças e adolescentes

JURANA LOPES, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

A Campanha Nacional de Multivacinação para crianças e adolescentes de 0 a menores de 15 anos teve início em 1º de outubro e, em uma semana, conseguiu alcançar 72,5% dos que procuraram os postos de vacinação durante o período. Até o dia 7 de outubro, um total de 6.756 crianças e adolescentes procuraram atendimento nas 111 salas de vacinação do DF.

Cobertura é maior em crianças de até 1 ano. Foto: Geovana Albuquerque/Arquivo-SES

No entanto, do total de comparecimentos, apenas 4.895 pessoas precisaram atualizar alguma vacina em falta. A multivacinação é uma campanha para alcançar o maior número possível de indivíduos e o objetivo é que o público-alvo busque as unidades para verificar a situação vacinal. Por isso, a cobertura é medida na vacinação de quem compareceu aos pontos e não na população da faixa etária.

 

O maior alcance de atualização vacinal nesta primeira semana de campanha foi no público de crianças menores de 1 ano, que atingiu 88,8% daqueles que foram aos postos. Ao todo, 2.229 crianças compareceram nos pontos de vacinação e 1.979 foram vacinadas. O segundo maior alcance foi de crianças com 1 ano de idade, que teve cobertura de 82,1%, pois 859 crianças procuraram o local de vacinação e 705 receberam algum tipo de vacina.

Atualização da caderneta de vacinação é importantíssima. Foto: Geovana Albuquerque/Arquivo-SES

Considerando outras faixas etárias, a cobertura vacinal da multivacinação na faixa etária dos 3 anos só atingiu 43,5%, tendo o comparecimento de 248 crianças e a vacinação de 108. Na população com 7 anos, somente 152 crianças estiveram nas salas de vacinação para atualizarem o cartão e apenas 64 precisaram se vacinar, representando 42,1% de cobertura.

 

Por isso, é de extrema importância levar as crianças de zero a 15 anos incompletos em uma das salas de vacinação para atualizar a caderneta de vacinação. Vacinas salvam vidas.


Do bebê ao idoso, há vários tipos de vacinas para prevenção de diversas doenças, independentemente da faixa etária. A maior parte dessas vacinas é aplicada na infância e faz parte do calendário básico de vacinação, preconizado pelo Ministério da Saúde.

Apesar de haver oferta de imunizantes durante todo o ano nas unidades básicas de saúde do Distrito Federal, a procura pela proteção gerada a partir da vacinação está baixa na capital federal.