Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/02/13 às 18h56 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Primeira UPA do DF completa dois anos de funcionamento

UPA de Samambaia já realizou mais de 170 mil atendimentos

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia, a primeira do Distrito Federal, completa dois anos de funcionamento, prestando assistência de urgência e emergência 24 horas aos moradores de Samambaia e cidades e do entorno. Nesse período, mais de 170 mil pacientes foram atendidos na unidade, o correspondente a mais da metade da população de Samambaia, estimada em 200 mil.

Desde a inauguração, em 15 de fevereiro de 2011, a UPA vem trabalhando a todo vapor. Somente a clínica médica realizou mais de 100 mil atendimentos, seguida da pediatria, que registrou mais de 32 mil assistências. A odontologia somou 4.510 atendimentos. Os demais setores, como o laboratório, a radiologia, a internação e a observação, por exemplo, totalizaram mais de 23 mil procedimentos.

O coordenador geral de Saúde de Samambaia, Manoel Solange Fontes Teles, destaca a produtividade da UPA. “Apesar das dificuldades, por ter sido a primeira Unidade de Pronto Atendimento do Distrito Federal, a UPA de Samambaia apresenta uma produtividade muito positiva. Ela tem prestado atendimento 24 horas de excelência à população mais carente”, afirmou.

A unidade, que é de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde, Estratégia Saúde da Família e a rede hospitalar, presta atendimento de emergência 24 horas em clínica médica e pediatria. Já os serviços de odontologia estão disponíveis das 7h às 19h, de segunda à sexta-feira.
Ao chegar à unidade, o paciente é acolhido, em seguida, passa pela classificação de risco, que definirá o grau de prioridade no atendimento. Aqueles classificados na cor vermelha têm prioridade por serem os casos mais graves. Os amarelos vêm em segundo lugar, inspirando cuidados; os verdes e azuis, que são menos graves, aguardam mais tempo ou são orientados a procurar o centro de saúde.

O chefe de enfermagem da UPA, Célio Riguete Guimarães, revela que a maioria dos pacientes que hoje procura a unidade deveria se dirigir a um centro de saúde. “Cerca de oitenta por cento dos pacientes que vão à unidade são classificados na cor verde, podem esperar um pouco mais pelo atendimento ou devem ir a um centro de saúde”, informou. De acordo ainda com Riguete, pacientes com necessidade de atestado médico também são muito frequentes.
A estrutura física da UPA compreende três consultórios da clínica médica, três da pediatria, um da odontologia, duas salas destinadas à classificação de risco, nove leitos para internação adulto e cinco para pediatria, quatro leitos de emergência, um aparelho de Raio-X digitalizado, um laboratório para coleta de exames básicos, uma sala para notificação de agravos da vigilância epidemiológica, farmácia de distribuição interna, sala de medicações e nebulizações e almoxarifado.

A UPA está localizada na QS 107 conjunto 4, em Samambaia Sul. Além dos moradores da cidade, a unidade recebe pacientes de várias localidades do DF e entorno, como por exemplo, Taguatinga, Ceilândia, Santa Maria, Águas Lindas, Santo Antônio do Descoberto e Valparaiso.

Iêda Oliveira