Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/05/20 às 20h22 - Atualizado em 19/05/20 às 13h38

Profissionais do Hran testam negativo para Covid-19

Testagem foi realizada nesta sexta-feira, em todos os setores da unidade 

 

Nesta sexta-feira (15), 265 servidores do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) foram testados para a Covid-19 e, em todos os exames, o resultado foi negativo. A testagem ocorreu em todos os setores da unidade. Nos próximos dias, serão realizados mais 2,5 mil testes, no Hran, que reforçam as ações da Secretaria de Saúde para promover um ambiente mais seguro para os guerreiros que estão na linha de frente no enfrentamento da doença.

 

O diretor da Atenção Secundária do Hran, Pedro Zancanaro, explica que os novos testes têm 98% de confiabilidade e adianta que na próxima semana devem chegar mais cinco mil kits. “Testamos 500 funcionários no mês passado, mas os exames mostravam os pacientes que estavam ou não contaminados. Vamos testar os 1,8 mil funcionários do Hran e os novos kits dão resultados mais qualificados e atestam quem já esteve doente e agora está imune”, observa.

 

A enfermeira Simone de Souza dos Remédios que trabalha na UTI do Hran diretamente com os pacientes infectados e participou da testagem pela segunda vez. “Eu sigo todos os protocolos de segurança, ficamos preocupados, pois é um cuidado diário para não levar o vírus para casa”, contou.

 

Vanessa Souza Barbosa é técnica em enfermagem há doze anos e ficou aliviada com a testagem. “Como trabalho diretamente com a medicação e higiene dos pacientes com Covid, saber que não estamos infectados deixa a gente mais tranquilo”, desabafa.

 

A contaminação de profissionais de saúde no Hran é baixíssima, comparando com o perfil mundial. O caso mais grave foi de um enfermeiro que já se recuperou, fez a quarentena e retornou ao trabalho. Além dele, mais sete profissionais testaram positivo para a Covid-19 e foram afastados. Nesses outros casos, não há como comprovar que os profissionais foram contaminados durante o período de trabalho.

 

O diretor do Hran, Ulysses de Castro, destacou que a testagem em massa garante maior segurança para os profissionais de saúde.

 

“Estamos tendo cuidado redobrado com nossos servidores. São realizadas capacitações diárias, com todas as equipes de profissionais sobre a maneira correta de utilizar os equipamentos de proteção individual (EPIs), e os cuidados redobrados com a higienização das mãos e sobre o coronavírus”.

 

Há escala semanal e plantão de dúvidas para auxiliar os servidores. Além disso, todos protocolos estabelecidos pelo Plano de Contingência para o enfrentamento do coronavírus são seguidos.

 

REFEITÓRIO – Com o objetivo de evitar a proliferação do coronavírus, foi feito o redimensionamento do refeitório do Hran, com o distanciamento das mesas; foram feitas sinalizações de distanciamento entre as pessoas. Além disso, foi implementada uma nova forma de servir as refeições aos profissionais e adaptações de acordo com as recomendações do Conselho Federal de Nutrição (CFN) para o enfrentamento da Covid-19, como a retirada das toalhas das mesas, higienização após cada utilização e outros reforços nas práticas de higiene ambiental.

 

Da Agência Saúde

Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Saúde