Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/05/14 às 14h17 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Programa de Tabagismo atende mais de 50 mil pacientes no DF

COMPARTILHAR

Unidade Mista comemora 10 anos na luta contra o cigarro

Ao completar o décimo aniversário de prestação de serviço, o Programa Controle do Tabagismo da Unidade Mista de Saúde de Taguatinga (UMST) comemora a marca de mais de 50 mil pacientes atendidos. E para marcar a data, promove evento, nesta quarta-feira (28), às 14h, no auditório da unidade.
Neste ano, o programa aproveita o período da Copa do Mundo para lembrar a sociedade os malefícios causados pelo uso do cigarro. Com o slogan “Fumar é Gol Contra”, os organizadores do evento esperam reunir fumantes (passivos e ativos), ex-fumantes, servidores e população para juntos refletirem sobre a luta por uma terra livre da poluição do tabaco.

Após 40 anos intensivos de uso de cigarro, a paciente Ení Oliveira Guimarães deixou a dependência do fumo graças à participação no Programa de Tabagismo da UMST. “Aprendi a fumar aos 10 anos de idade para aliviar dor de dente. Hoje, com 54 anos e há dois sem o uso do fumo, vejo que valeu muito a pena fazer o tratamento, pela minha saúde e pela economia que faço, pois deixei de comprar uma carteira de cigarros por dia”, relata a moradora de Samambaia.

Em dez anos de serviço ao paciente-fumante, a equipe de saúde composta por um médico, uma assistente social, uma técnica de enfermagem, uma técnica administrativa e duas estagiárias em serviço social realizou 50,6 mil procedimentos, divididos entre 13.200 acolhimentos em grupo; 19.800 procedimentos médicos e 17.600 atendimentos pelo serviço social.
Para o coordenador-geral de Saúde de Taguatinga, Otávio Augusto de Siqueira, o sucesso do programa se dá pela qualidade técnica dos profissionais e, principalmente, pelo desejo do paciente em deixar o uso do cigarro. “Sabemos que é preciso muita força de vontade do paciente para parar de fumar. Porém ele encontra na rede de saúde pública profissionais disponíveis à ajudá-lo. Com isso, a probabilidade é alta que ele inicie o tratamento e abandone o vício”, destaca o gestor.

A associação do aniversário do programa à Copa do Mundo foi a estratégia utilizada pela UMST para reforçar as diretrizes do Instituto Nacional do Câncer (Inca), do Programa Nacional do Controle de Tabagismo. “Queremos que as pessoas se lembrem desta data como um momento de mudança para a qualidade de vida. Por isso firmamos este compromisso social em um período que desejamos que todos sejam campeões na luta contra o cigarro”, disse a gerente da UMST, Eliene Ancelmo Berg.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o tabagismo é considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável no mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1,2 bilhão de pessoas (entre as quais 200 milhões de mulheres), sejam fumantes.

Programação do evento

14h00 – Mesa de Abertura
14h30 – Palestra – Dia Mundial sem tabaco (Doutor Francisco Leal)
14h45 – Palestra “Fumar é Gol Contra” (Assistente Social Francimery Bastos)
15h00 – Vídeo e apresentação cultural
15h30 – Descerramento da placa comemorativa
16h00 – Encerramento
Por Claudete Nascimento, da Agência Saúde DF