Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/04/14 às 15h23 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Rede de Bancos de Leite Humano do DF é escolhida para documentário canadense

COMPARTILHAR

As gravações foram realizadas no Hospital Regional de Taguatinga

A Rede de Bancos de Leite Humano (RedeBLH) do Distrito Federal é cenário do documentário produzido pela televisão estatal canadense Canadian Broadcasting Corporation (CBC). A unidade de saúde selecionada para as filmagens foi o Hospital Regional de Taguatinga (HRT). A temática aborda o nascimento, amamentação, direitos da mãe e do bebê. O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBM/DF) também participou das gravações que ocorreram na semana passada.

Além do DF, os estados brasileiros escolhidos pela equipe da CBC são Pernambuco, Goiás e São Paulo. Outros países estão no roteiro como Argentina, Canadá, França, Holanda, Suíça, Reino Unido, Estados Unidos, África e Colômbia. Segundo o produtor Rogério Oliveira, as gravações tiveram início em 14 de fevereiro deste ano. “O documentário ainda não possui um nome definitivo. O título provisório é Milk. Estamos desenvolvendo duas versões. Uma com duração de 60 minutos para televisão e outra de 90 minutos para cinema”, comenta.

A diretora, produtora e também escritora Noemi Weis conta que realizou uma pesquisa extensa, desde 2011, para desenvolver o documentário e descobriu que Brasília possui uma história importante em Banco de Leite Humano e coleta pelos bombeiros. “A impressão que tive ao chegar foi muito positiva. Esse banco de leite é um exemplo para muitos lugares do mundo. O Brasil tem demonstrado o valor do leite humano para a redução da mortalidade infantil”, relata.

A coordenadora dos Bancos de Leite Humano e Aleitamento Materno da Secretaria de Saúde do DF (SES/DF), Miriam Santos, acompanhou as gravações no HRT, além da coleta do leite materno pelo CBM/DF com as doadoras do BLH HRT e do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). No HRT, a equipe do documentário entrevistou as mães internadas na UTI Neonatal, que elogiaram os profissionais da unidade pela atuação em salvar a vida dos seus filhos. “Também fomos à casa de três doadoras. Duas no Recanto das Emas e uma no Lago Norte. A produção do documentário queria mostrar o que leva uma mulher, seja de qualquer classe social, fazer a doação de leite para ajudar outra que precisa. Fiquei muito orgulhosa em mostrar para o mundo o nosso trabalho como sendo exemplo do Brasil”, descreve.

O DF é referência em coleta de leite humano por oferecer leite materno pasteurizado para todos os bebês internados nas unidades neonatais. A rede pública de saúde do DF conta com 10 bancos de leite. No ano passado, sete receberam certificação do credenciamento “Padrão Ouro”, concedida pelo Programa Internacional Ibero-Americano de Bancos de Leite Humano (IBERBLH), e três foram classificados como “Padrão Bronze”.

Inaugurado em 1978, o BLH de Taguatinga é o pioneiro no DF e o quarto no Brasil. Quinze anos mais tarde, essa unidade participou ativamente na conquista do título de primeiro hospital do DF a ser reconhecido internacionalmente como “Hospital Amigo da Criança”, sendo o quarto no Brasil, em virtude do trabalho de promoção, proteção e apoio à amamentação.

Considerado o Centro de Referência Estadual em BLH, o BLH do HRT realizou, na última semana, o treinamento de 18 profissionais da Rede BLH/DF, o qual é certificado pela Rede Nacional de BLH/Fiocruz.

Por Patrícia Kavamoto, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa:
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226