Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/05/21 às 13h48 - Atualizado em 18/05/21 às 17h30

Rede pública oferece atendimento especializado na área de odontologia

COMPARTILHAR

Do básico à urgência, saiba onde e quando procurar o serviço mais próximo

 

ADRIANA SILVA, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

A rede pública de saúde oferece uma carta de serviços de odontologia desde a Atenção Primária – nas unidades básicas de saúde (UBSs) -, secundária – nos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), que oferecem vários tipos de atendimentos – e hospitalar, que cuida dos casos mais graves. O acesso ao serviço ambulatorial se dá pelas UBSs que podem encaminhar os pacientes para o atendimento mais adequado à sua necessidade. Nas urgências o paciente tem acesso direto.

 

Com a pandemia, muitos profissionais da área de odontologia foram realocados para auxiliar nas elevadas demandas de testagens do novo coronavírus e na vacinação, o que levou à priorização dos atendimentos odontológicos de urgência e emergência. Ainda assim, os atendimentos continuam sendo prestados, no entanto, muitos ainda têm dúvidas sobre onde e quando buscar atendimento. Afinal, o que cada unidade tem a oferecer em se tratando de atendimento?

 

Saiba mais sobre os serviços:

 

 

Quadro profissional

 

Atualmente, 562 profissionais de odontologia estão na ativa pela rede pública de saúde, sendo 351 na Atenção Primária e 211 nas áreas especializadas. Além dos atendimentos triviais, a Secretaria de Saúde oferece, na Atenção Secundária, atendimento para colocação de prótese dentária para todos os públicos. Esse serviço é regulado pelo Complexo Regulador e os pacientes são direcionados conforme agendamento priorizando a necessidade de cada caso.

 

No CEO do Hospital Regional do Guará, por exemplo, esse serviço é oferecido à população desde outubro de 2020 e, até abril deste ano, já foram entregues mais de 35 próteses dentárias totais (dentaduras) e próteses parciais removíveis (PRP).

 

Com o aumento de pessoas entre 65 e 80 anos de idade já vacinadas com a segunda dose contra a covid-19, a pasta espera que a procura por esse serviço nas unidades de saúde cresça. Somente nos quatro primeiros meses deste ano, 199 pacientes foram agendados via regulação para a confecção da prótese dentária.

 

Artur Frey é especialista em prótese dentária e fala da satisfação de ver os pacientes sorrindo e se alimentando bem. “Sou servidor da Secretaria há dez anos e hoje atuo no CEO do HRGu, no serviço de prótese dental, fazendo o que mais gosto dentro da odontologia. É gratificante poder ajudar pessoas a se alimentarem melhor e a voltarem a sorrir com segurança e autoestima, principalmente as pessoas idosas, sempre tão amáveis”, destaca.

 

A gerente de Serviços de Odontologia da Secretaria de Saúde, Alessandra de Castro, ressalta que os pacientes que necessitarem de próteses dentárias removíveis deverão procurar a UBS mais próxima de sua residência para fazer uma avaliação com a equipe de odontologia para, então, serem inseridos pela regulação para início do tratamento.