Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/02/13 às 21h14 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Sábado de combate à dengue em Samambaia

COMPARTILHAR

Agentes percorrerão quadras 300 e 500

Neste sábado (23), agentes de vigilância ambiental da SES realizarão uma ação de combate à dengue nas quadras 300 e 500 (ímpares) de Samambaia Sul, das 8h às 13h. Cerca de cem agentes atuarão nas residências, fazendo vistorias e orientando quanto às formas de combate aos focos do mosquito transmissor da doença – Aedes Aegypti. Cada agente visitará uma média de 30 casas, o que corresponderá à visita a aproximadamente três mil moradias.

A chefe do Núcleo de Vigilância Ambiental de Samambaia, Tânia Rodrigues de Castro, alerta para possíveis focos do mosquito em locais menos visíveis, como calhas e caixas d´águas. “Em Samambaia é muito frequente encontrarmos residências com calhas que não possuem uma queda perfeita, acabam entupidas por folhagens e lixos, o que se torna foco para o mosquito transmissor da dengue”. A chefe também orienta que as caixas d’águas fiquem sempre limpas e tampadas. “Se a caixa d´água não tiver tampada ou bem fechada, podemos disponibilizar para o morador telas de proteção. Basta entrar em contato conosco”, completa Tânia.

As ações nas demais quadras serão feitas de acordo com a demanda dos índices adquiridos. Nas quadras 321, 511 e 513, por exemplo, já foram diagnosticados casos de dengue. Caso o morador de Samambaia necessite das orientações ou visita de um agente pode entrar em contato com a Ouvidoria da Saúde, por meio do telefone 160 ou com o Núcleo de Vigilância Ambiental de Samambaia pelo 3458-7855.

Combate permanente

O Grupo Executivo Intersetorial de Gestão do Plano Regional de Prevenção e Contingência da Dengue de Samambaia, que conta com a participação de outros órgãos como a Administração Regional, SLU, Secretaria de Educação e Agefis,realiza reuniões quinzenalmente,a fim de discutir ações, sugestões e outras medidas a serem implantadas para manter a cidade sob controle e evitar a proliferação de focos do mosquito da dengue.

Os agentes de vigilância e os agentes comunitários realizam visitas regularmente às residências. Na ocasião, os moradores também recebem um “checklist”, que é um folheto produzido pela Secretaria de Saúde, contendo uma relação de ações e a data em que foi realizada para que o morador marque com um “X’. São atividades que devem ser adotadas em casa e que ajudarão no processo de combate à dengue.

Iêda Oliveira