Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/03/16 às 14h00 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Sala de medicação da UPA do Núcleo Bandeirante é reaberta

COMPARTILHAR

Serviço recebeu novos profissionais para entrar em pleno funcionamento

BRASÍLIA (23/3/16) – A Sala de Medicação da Unidade de Pronto Atendimento do Núcleo Bandeirante (UPA) voltou a funcionar nesta semana. Para reabrir o local, a Secretaria de Saúde recompôs o quadro de recursos humanos, antes insuficiente para operar a sala, que estava fechada desde o ano passado.

Ao todo, a UPA recebeu 17 técnicos de enfermagem, que foram redistribuídos entre a sala de medicação, amarela e vermelha. Dos profissionais, três foram nomeados recentemente em concurso público e 14 foram removidos dos hospitais de Base, Asa Norte, Materno Infantil e Brazlândia.

“Além de recompor os recursos humanos, nós fizemos alguns ajustes na sala, como a troca do ar-condicionado para climatização, bem como mudanças na organização da sala. Com isso, conseguimos dar vazão a sala amarela, que ficava sobrecarregada com pacientes que precisavam apenas de medicação e rápida observação para serem liberados”, disse a superintendente da região Centro Sul, da qual a unidade faz parte, Denize Bomfim.

A superintendente lembrou que, recentemente, a UPA também já havia recebido oito médicos para reforçar o atendimento na clínica médica. Com isso, o pronto socorro opera atualmente com dois a três médicos por plantão. De primeiro a 22 de março, a unidade já realizou 3.347 atendimentos clínicos.

“Hoje, o atendimento aqui foi bastante rápido”, confirmou Fernando Carvalho, 27 anos, que apresentou um quadro de bronquite e havia feito nebulização no novo espaço.

“Nossa sala de medicação possui dois leitos para estabilização e poltronas para administrar medicação. Com isso, conseguimos atender rapidamente e com mais conforto”, complementou a enfermeira-chefe da UPA, Valéria Batista.

UPA – A UPA possui quatro leitos na Sala Vermelha de estabilização de pacientes mais graves; nove leitos na sala amarela, onde fica quem está estabilizado; além de dois leitos na sala de medicação. Os hospitais de retaguarda da região são os da Asa Norte e do Guará. A região também é formada por Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I e II, Parkway e Lago Sul.

 Confira as fotos aqui: