Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/05/14 às 13h46 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Samambaia faz campanha para detectar hanseníase e verminoses

Ação vai acontecer em 14 escolas públicas

Na semana de 26 a 30 de maio, 14 escolas públicas de Samambaia cadastradas no Programa Saúde na Escola do Ministério da Saúde receberão equipes da Estratégia de Saúde da Família, com o objetivo de realizar busca ativa de novos casos de hanseníase e profilaxia de verminoses. A ação faz parte da Campanha Nacional de Hanseníase e Verminoses em Escolares, que tem a finalidade de proteger as crianças, de cinco a 14 anos, com a realização de triagens e tratamento coletivo dessas doenças.

“A hanseníase ainda constitui relevante problema de saúde pública. É uma doença simples de diagnosticar, tratar e tem cura, no entanto, o resultado do exame e o tratamento tardio podem trazer graves consequências para os portadores deste agravo e seus familiares, pelas lesões que os incapacitam fisicamente”, informa a diretora de Atenção Primária à Saúde de Samambaia, Alexandra Gouveia de Oliveira Miranda Moura.

A diretora conclui ressaltando a importância da ação. “A luta pela sua erradicação requer ações intersetoriais com busca ativa dos casos para superar fatores que retardam uma ação decisiva sobre a doença”, alerta.

A ação é promovida pela Coordenação de Hanseníase e Coordenação do Programa Saúde na Escola de Samambaia, em parceria com Secretaria de Educação, contará com a participação de aproximadamente 70 profissionais da Atenção Primária, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde.

“Essa campanha é importante para diagnosticar novos casos de hanseníase, diminuindo assim a incapacidade que a doença causa em crianças, além de prevenir verminoses”, destaca o coordenador do Programa Saúde na Escola da Regional de Saúde de Samambaia, Leonardo Ulhoa.

As ações

Durante a semana que antecede a campanha, foram realizadas ações educativas nas 14 escolas participantes, que conta com aproximadamente nove mil alunos na faixa etária de cinco a 14 anos. O intuito foi orientar pais e alunos sobre sinais e sintomas das doenças, a fim de sensibilizar, sobre a importância dessa campanha.

Os pais receberam a Ficha de Autoimagem para preenchimento em casa, com a finalidade de identificar possíveis manchas em seu filho sugestivas de hanseníase. 

Os casos sugestivos de hanseníase, conforme informações preenchidas na Ficha de Autoimagem serão avaliadas pelos profissionais de saúde e, em caso de suspeita, direcionados para o dermatologista, que confirmando o resultado positivo, encaminhará para tratamento nos Centros de Saúde n° 01, 02 e 04 e equipes da Estratégia de Saúde da Família do Centro de Saúde n° 03.

A coordenadora do Programa de Controle de Hanseníase de Samambaia, Fátima Eloísa Garcia Diniz reforça que, durante a campanha, além da identificação de casos novos de hanseníase, será administrado vermífugo nas crianças, desde que os pais não tenham preenchido o termo de recusa para essa finalidade.

Sintomas

Hanseníase – é uma doença causada pelo Mycobacterium Leprae ou bacilo de Hansen. É identificada por manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas com alteração da sensibilidade térmica, dolorosa e tátil. Podendo aparecer em qualquer parte do corpo.

Os sintomas estão relacionados ao comprometimento do nervo, o que pode afetar a força muscular e até provocar deformidades físicas. Trata-se de uma doença contagiosa, que é transmitida por uma pessoa doente que não esteja em tratamento.

Vermes – são parasitas que vivem no intestino humano. Os principais sintomas são cólicas abdominais, vômitos, anemia, perda de peso, fraqueza e cansaço. Eles afetam o estado nutricional, comprometendo o crescimento e o desenvolvimento da criança.

O controle se faz pela educação sanitária, tais como cuidados com a limpeza e alimentos consumidos e também pelo destino adequado dos dejetos humanos, entre outros.

Por Iêda Oliveira, da Agência Saúde DF