Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/05/14 às 20h23 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Samambaia realiza ação de incentivo à Higienização das Mãos

COMPARTILHAR

Objetivo é conscientizar os profissionais na higienização 

 

O Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar (NCIH) do Hospital Regional de Samambaia (HRSam) promove nesta quarta-feira (7), das 9h às 12h, ação em alusão ao Dia Mundial de Higienização das Mãos, comemorado em 05 de maio. O objetivo é conscientizar os profissionais sobre a importância da higiene das mãos como medida fundamental na prevenção de infecções relacionadas à assistência à saúde.

O tema da campanha deste ano é “Se não atuarmos hoje não haverá cura amanhã”, destacando o papel da higiene das mãos no combate aos microorganismos multirresistentes.

“Essas ações de incentivo à higiene de mãos são importantes para a conscientização dos profissionais de saúde que atuam na prestação de cuidados, com a finalidade de proteger os pacientes, reduzir as Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS) e garantir uma assistência segura”, enfatiza a chefe do Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar do HRSam, Flávia Ferreira Amorim.

A coordenadora Geral de Saúde de Samambaia, Paula Garcia de Araújo, também reforça o alerta. “A lavagem das mãos tem como principal objetivo a remoção da maior quantidade de microorganismos, de pêlos, de células descamativas, de suor, de sujidade e de oleosidade, diminuindo, desta forma, o risco de infecções. Sua eficácia depende da duração do procedimento e da utilização da técnica correta. Por isso, todos os anos, nesta data, reforçamos junto de nossos trabalhadores a importância desse gesto aparentemente simples”, destaca.

A ação será realizada na tenda do pátio do HRSam e contará com diversas atividades, como oficinas e dinâmicas, a fim de sensibilizar os profissionais.

Orientações

O procedimento de higiene das mãos pode ser realizado por meio de fricção antisséptica com álcool a 70% ou pela higiene simples, com água e sabonete líquido.

O Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar reforça os cinco momentos em que esse processo deve ser feito pelos profissionais durante a prestação de cuidados em serviços de saúde, tais como:

1) Antes do contato com o paciente;
2) Antes da realização de procedimento asséptico;
3) Após risco de exposição a fluidos corporais;
4) Após contato com o paciente;
5) Após contato com as áreas próximas ao paciente.

Por Iêda Oliveira, da Agência Saúde DF