Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/12/19 às 17h21 - Atualizado em 13/12/19 às 17h21

Samu-DF treina profissionais do Planalto em atendimento pré-hospitalar

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-DF) treinou, nesta sexta-feira (13), os profissionais do Palácio do Planalto em atendimento pré-hospitalar (APH). O foco foi orientar leigos e servidores da Coordenação de Saúde da Presidência da República sobre como proceder em situações de emergência fora de um hospital.

 

Com bonecos para auxiliar na simulação, os servidores do Samu-DF mostraram desde métodos simples para aferir o batimento cardíaco até técnicas de reanimação em caso de parada cardiorrespiratória. As práticas abrangeram o ciclo completo de atendimento, desde o suporte básico ao avançado, incluindo traumas.

 

“Começamos hoje essa parceria com o Samu-DF para treinar em larga escala os profissionais daqui. A ideia é que seja algo contínuo, para padronizar o atendimento em casos de parada cardíaca e outras emergências”, explicou Ricardo Camarinha, chefe da Coordenação de Saúde da Presidência da República e médico pessoal do presidente.

 

Segundo o diretor do Samu-DF, Alexandre Garcia, o estreitamento das ações com o Palácio do Planalto começou neste ano. A unidade passou a ser demandada em eventos internacionais realizados em Brasília, como no encontro do Brics, em novembro, e no suporte para atendimentos durante a Copa do Mundo FIFA Sub-17, em outubro.

 

“Nesse convívio, eles viram a necessidade de treinar seu pessoal em atendimentos pré-hospitalar. Depois da tentativa de assassinato do presidente durante a campanha, seus médicos ficaram muito sensíveis sobre a exposição dele na multidão. Com o treinamento, a ideia é começar um atendimento já na rua em casos de necessidade, enquanto fazem o deslocamento para o hospital”, afirmou Alexandre Garcia.

 

O objetivo principal é iniciar ciclos de educação continuada com a equipe da Presidência da República, a cada período em que for determinado. “Pretendemos fazer a reciclagem do treinamento deles anualmente”, ressaltou o diretor do Samu-DF.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF